Posts Tagged ‘Santa Catarina’

Carta aberta ao novo prefeito

Prefeito Cesar Jr., a cidade não tem mais cara

Laudelino José Sardá, professor e jornalista

Caro prefeito Cesar Júnior, não há solidão tão estridente quanto a que existe no coração de uma cidade sem alma. Florianópolis tem 430 mil almas assombradas com o excesso de problemas em apenas 672 km2, e tudo parece fantasia em dois cenários teatrais. No primeiro, holofotes ao pedantismo dos que vivem em festa e a simular um glamour só percebido por quem também sonha em morar num castelo; no segundo, com ou sem borrasca, o povo consumido pelo estresse da imobilidade, violência e sem entender a razão de sermos a maior referência turística. A Ilha vive em êxtase induzida pelas visitas relâmpagos de jogadores milionários, que se saciam em estonteantes noites festivas. E nós insensatos, no delírio dos confetes midiáticos, somos incapazes de mensurar e valorizar a fascinante beleza natural da nossa cidade e, entorpecidos, ainda desdenhamos o nosso legado cultural, a face da cidade faceira, onde a mídia prefere a violência, a imobilidade, ou a ostentação de quem, por exemplo, vende uma residência por R$ 6 milhões em Jurerê com direito à ovação em coluna social, ou de quem adquire um avião, quem sabe para ver de cima o quanto é lindo o seu apê na beira-mar.
Bem, prefeito Cesar, como diz Carlos Damião, você precisa amar Florianópolis acima do fazer política. Lutamos há anos contra a cidade sem rosto, sem identidade. Poucos sabem que o Victor, aquele que pintou a primeira missa do Brasil, o Sousa, grande poeta simbolista, e tantos outros são desta Ilha, onde navegadores europeus, já a partir do século XVI, testemunharam a beleza e a cultura ímpares da região. A beleza está sendo destruída e a cultura vilipendiada. Falamos em magia da Ilha e escondemos o riquíssimo acervo de Franklin Cascaes. Temos fortalezas, museus, teatros, oficinas artesanais, artistas plásticos, poetas, ficcionistas, produção cinematográfica, universidades, musicalidade fantástica e ninguém sente essa riqueza incomensurável. É comum engarrafar-se no trânsito de Roma, Londres…, mas lá se enche o pulmão de cultura, a verdadeira natureza do homem, a energia da cidade.
Caro jovem alcaide, faça creches, imunize a ponta do coral contra a ganância imobiliária, invista na mobilidade, mas, antes de tudo, recupere o rosto da cidade, investindo nos valores culturais. Ah, por favor, mas não tire de novo dinheiro da cultura para equipar a polícia, tá? O Museu Histórico de Florianópolis, que você já anunciou, é importante, mas significa menos de 10% do oceano de legados culturais. Você sabia que a literatura catarinense nasceu em Canasvieiras, com o livro “Assembleia das Aves”, de Marcelino Dutra? Bem, a herança de navegadores, os pintores, a magia de Franklin, a poesia, a música e jornais, tudo isso merece museus também. Devolva a nossa cara!

(Publicado no Notícias do Dia de 31/10/12)

Anúncios

Um chamamento aos novos prefeitos

A mobilização Alça de Contorno – Obras Já! vai ser avaliada em reunião do Comdes (Conselho Metropolitano para o Desenvolvimento da Grande Florianópolis) no dia 9 deste mês, às 12h, em Florianópolis. Aliás, o encontro do conselho terá como preocupação fundamental os problemas de mobilidade urbana na região metropolitana, cada vez mais graves – e a alça é uma parte das soluções. Será importante, pela relevância que o movimento vem adquirindo, que os novos prefeitos da Grande Florianópolis tomem parte dessa iniciativa, lembrando que o atual prefeito (reeleito) de Biguaçu, José Castelo Deschamps, tem tido presença ativa, liderando o processo contra a Autopista Litoral Sul, para que a empresa seja obrigada a cumprir o traçado original previsto. A mobilidade urbana não é uma questão localizada, que interesse apenas aos municípios cortados pela BR-101, mas rigorosamente a todos que integram a região metropolitana. Cumpre aos prefeitos, mais do que nunca, assumir a liderança dessa causa. Pelo menos é o que esperam os cidadãos prejudicados pela inoperância oficial nos últimos anos, causa maior dos engarrafamentos e da semiparalisia das cidades.

Mãe natureza

A natureza, seus mistérios e suas belezas: o flagrante dos beija-flores foi registrado por James Tavares nos jardins do Centro Administrativo do governo do Estado, bairro Saco Grande.

Intervenção

Outro registro da natureza, feito pela jornalista Lucimar Polli, durante uma visita ao Centro Integrado de Cultura, em Florianópolis: o joão-de-barro escolheu a escultura de metal para construir o ninho, logo na entrada do CIC.

Em baixa

Não perca as contas, leitor: num único dia, segunda-feira (29), sete bandidos morreram em dois confrontos com a Polícia Militar catarinense: quatro em Navegantes e três em Itaiópolis. Coloquei o assunto em debate no meu Facebook. Não houve quem se manifestasse em favor dos criminosos. Everaldo Leite assinalou: “Que os números de mortos sejam sempre maiores nas fileiras do lado deles. Nós já perdemos muito”.

Folgados…

Motoristas que tentam sair de Florianópolis por meio do Elevado Dias Velho, usam a ‘tática’ de pegar a pista da direita, que é exclusiva para quem vai para o Sul da Ilha, e cortam para subir do elevado e, assim, sair da cidade mais rápido. Ontem, essa cena comum teve um final diferente: quando o motorista de uma Meriva tentou fazer a “manobra”, deu de cara com uma viatura da Guarda Municipal.

… se ferram

Filipe Scotti, que testemunhou o ocorrido, registra: “O guarda mandou o cara encostar o carro e mandou o mesmo ir para o Sul da Ilha, já que ele estava na pista para a mesma! Grande ato da Guarda Municipal, sumida nos últimos meses, que nos dá esperança de que um dia essa prática termine”. Fato, Filipe: a mobilidade melhoraria muito se não houvesse tantos motoristas folgados.

Consciência

Já deu para perceber, no semblante do prefeito e vice-prefeito eleitos, Cesar Souza Júnior e João Amin, que a felicidade das primeiras horas pós-eleitorais está se dissipando muito rapidamente. É que os novos administradores de Florianópolis têm consciência do tamanho do desafio que os aguarda daqui a 62 dias. Em suma: eles correm contra o tempo.

O trono

O atual prefeito, Dario Berger, bem que tentou colocar o substituto em sua cadeira, no encontro realizado terça-feira (30). Cesar Souza Júnior, que é jovem, mas não é tolo, recusou-se a sentar. E a razão é muito simples: ocupar o “trono” antes da hora, mesmo que por alguns minutos, dá azar. E a sorte, somada à competência, vai ter que acompanhar o futuro prefeito em sua jornada.

Pedra Branca

A Cidade Pedra Branca, de Palhoça, foi um dos destaques do Seminário Internacional de Comunidades Planejadas (Complan), realizado em Salvador. O currículo internacional do empreendimento – premiado em bienais de arquitetura e integrante de projeto da Fundação Clinton – e a iniciativa pioneira de um bairro-cidade no país mereceram atenção dos participantes do evento, que discutiu as tendências do mercado no desenvolvimento de empreendimentos planejados.

Reality show

Segurança total, à base do olhar eletrônico, é uma das características do Continente Park Shopping, inaugurado no sábado. O sistema possibilita a identificação de faces, até mesmo das pessoas que estão dentro do carro, entrando ou saindo do estacionamento. São 105 câmeras, mais sete gravadores digitais de vídeo para monitorar os 132 mil m² do shopping. Os equipamentos são todos da Intelbras, uma das gigantes do setor no Brasil, cuja sede fica ao lado do empreendimento.

Esag Sênior

Termina na segunda-feira (5) o prazo de inscrição para o curso gratuito de Formação Complementar em Administração oferecido pela Udesc Esag para pessoas com 45 anos ou mais. São 50 vagas disponíveis e as aulas começam em março de 2013, três vezes por semana, com um ano de duração. O Esag Sênior é voltado à formação básica para empreendedorismo e voluntariado.

Missão

Os engenheiros agrônomos elegem, na próxima terça-feira (6), a nova diretoria do Seagro (Sindicato dos Engenheiros Agrônomos de Santa Catarina). Presidida por Vlademir Gazoni, a chapa única “Renovar para avançar” faz justiça ao nome: 40% da diretoria é formada por jovens profissionais. A chapa conseguiu reunir ainda 16 engenheiras agrônomas, seis a mais do que na última eleição.

Pesquisas

“Sou da opinião de que as pesquisas eleitorais deveriam ser proibidas, porque acabam provocando estresse entre eleitores e candidatos. Pelo que temos visto no Brasil, em eleições recentes, as pesquisas só causam confusão. São um desserviço à democracia”. Opinião do leitor Lucas Almeida, em e-mail à coluna.

O que será de Florianópolis?

Por que uma campanha eleitoral, que deveria ser um encontro cívico, uma mobilização da cidadania, transforma-se num jogo maniqueísta, pesado, obscuro, recheado de verdades “relativas” e mentiras “absolutas”? Se o que está em jogo é o futuro de Florianópolis, não é possível que esse futuro seja definido a partir de variáveis passionais que os candidatos esperam ser incorporadas pelos eleitores. Alguém já disse que campanha é isso mesmo, que pouco importam promessas, realizações ou projetos, ainda mais quando as propostas não discutem o contexto geral da cidade, mas atacam questões pontuais facilmente assimiláveis pela média da população, repetindo a fórmula antiga da política brasileira, clientelista e paternalista. O fato é que, a cinco dias da eleição, permanece no ar a pergunta indispensável e inadiável: o que será de Florianópolis depois de 1º de janeiro?

Aparição

Esta é para quem pensa que o pescador artesanal é uma espécie em extinção. James Tavares passou pela Beira-mar e captou a bela imagem do homem iluminando a sua tarrafa. É bem verdade que podia ser uma aparição…

Mudança…

É impressionante a mudança da paisagem na área do Continente Park Shopping que será inaugurado neste fim de semana. Não só pela obra de engenharia – o muro frontal chama atenção de quem passa pela marginal da BR-101 –, mas também pela nova configuração urbana que está surgindo, inclusive com a duplicação de um trecho da SC-407.

… urbanística

Aliás, o ponto estratégico em que o shopping está situado favorece também os empreendimentos imobiliários surgidos nos últimos anos na região. Quando começaram a construir o condomínio Max Village, os diretores da Kilar Construções e Incorporações jamais imaginavam que teriam como “presente”, no cenário local, a vizinhança do maior shopping de Santa Catarina.

Literatura

Mais uma contribuição do professor, crítico e pesquisador Celestino Sachet para a nossa cultura, “A Literatura dos Catarinenses – Espaços e Caminhos de uma Identidade” (Editora Unisul) vai ser lançado nesta quinta-feira (25), às 19h, na sede da Academia Catarinense de Letras. Sachet trabalhou durante 10 anos na elaboração do livro, que apresenta um painel parcial – destacando alguns nomes, entre os mais conhecidos – da produção literária de Santa Catarina.

Bossas

Denise de Castro (piano e voz), Silvia Beraldo (sax e flauta), Carol Miranda (bateria) e Trovão Rocha (baixo) apresentam um show especial com os clássicos da bossa nova. No repertório músicas como Chega de Saudade, Desafinado, Você e Eu, Garota de Ipanema e outras bossas. Nesta quinta-feira (25), no Café da Corte, em São José, a partir das 21h.

Preventivo

Unimed Grande Florianópolis promove até domingo algumas ações preventivas – como medição de pressão arterial e aferição de glicemia – para ajudar a reduzir a incidência do AVC (Acidente Vascular Cerebral), uma das maiores causas de mortes no Brasil. Na próxima segunda-feira (29) é o Dia Mundial do Acidente Vascular Cerebral.

Sem noção

E a gurizada presa em flagrante assaltando residências de luxo só para se divertir? Ah, uma boa camaçada de pau, não? Não tem que ter pena. Gente sem noção, que contribui para agravar ainda mais a nossa insegurança, tem mais é que mofar na cadeia, porque lugar de mala é na cadeia.

Avanço

“Hoje estamos em Florianópolis com 18 homicídios a menos do que o mesmo período em 2011 (ano passado) e 29 mortes a menos do que o mesmo período em 2010 (ano retrasado). Parabéns a todos que contribuem para este importante avanço”. Registro do comandante Araújo Gomes (4º BPM), em sua página pessoal no Facebook.

Abandono

Por falar em insegurança, amigo da coluna diz que valores dos aluguéis e preços de imóveis no centro histórico de Florianópolis estão despencando. “Há apartamentos de dois quartos para vender por R$ 120 mil e para alugar por R$ 650”, uma realidade absolutamente fora do contexto. A causa? O abandono do Centro e a violência. “Ninguém sai mais de casa depois das 19h, que é quando o comércio fecha as portas”, observa.

Está difícil

Numa ida a São José, segunda-feira (22) cedo, contei pelo menos cinco acidentes num espaço de pouco mais de dois quilômetros. E, diante de tanta imprudência e falta de educação de motoristas e motoqueiros, voltei para casa com aquela sensação de “escapei de pelo menos oito acidentes”. Isso mesmo. Que seriam causados pelos incompetentes, se eu não exercesse direção defensiva o tempo inteiro.

Ideias

A terceira edição do Festival de Ideias, plataforma colaborativa na internet que seleciona e premia soluções criativas para os problemas atuais, está com as inscrições abertas até sexta-feira (26) para envio de projetos. Pela primeira vez, o Festival promove a categoria Social Good, que permite o cadastro de ideias que utilizem as novas tecnologias e inovação para o bem social.

De olho

De fonte segura: a orientação do governo federal é que a ministra-chefe, Ideli Salvatti, não participe de manifestações e audiências regionais. Mas nos bastidores, Ideli cobra da ANTT o cumprimento do cronograma da Alça de Contorno da BR-101, por se tratar de uma obra estratégica para o estado. De Brasília, a ministra acompanha toda a agenda de obras, ações e programas do governo federal em SC. A ordem é continuar trabalhando e menos holofote.

Praia cercada

Leitor Leo Nardo cobra das autoridades responsáveis fiscalização na praia das Flores, em Sambaqui: proprietários de uma marina estão se apropriando da faixa de areia, impedindo que os moradores frequentem o local. O problema, chama atenção o leitor, é que a praia é muito pequena e a demarcação com boias dificulta as as atividades de lazer da população.

CIC sem acessibilidade

Muitos dos convidados que estiveram na abertura da mostra de Juarez Machado, no Museu de Arte de Santa Catarina, foram surpreendidos com o fechamento da entrada que dá acesso pela rua Lauro Linhares, em frente ao presídio. Quem usou o transporte público para chegar ao local era convidado pelo guarda a contornar a quadra. Só com muita insistência ele deixou algumas pessoas passarem e, assim, contornaram o prédio. “Muito estranha a decisão de não recepção por um equipamento de cultura que deveria adotar todas as possibilidades receptivas de seu público, quer tenham carro ou não”, observa uma leitora que foi submetida ao constrangimento. Com a reabertura do cinema, das oficinas e, brevemente, do Teatro Ademir Rosa, nada mais lógico que os frequentadores possam voltar a acessar o equipamento pelos fundos, como sempre fizeram os usuários do transporte coletivo. Até porque, quem depende de ônibus não pode, depois, retornar ao Centro pela avenida Beira-mar, porque não há pontos nas proximidades.

Armação

Duzentos e quarenta anos de história. É quanto a comunidade da Armação do Pântano do Sul comemora neste fim de semana, com festa julina, apresentação de grupos folclóricos, gastronomia típica, entre outras atrações, em torno da pioneira Capela de Santa Ana e São Joaquim, construída pelos imigrantes portugueses em 1742.

Autoestima

Depois da ressaca de 2010, a comunidade ainda espera respostas para a reurbanização da orla e o engordamento da praia. Mas não cruza os braços. Enquanto luta para que as promessas sejam cumpridas e para que os recursos públicos cheguem para recuperar a praia, se organiza para mostrar a sua força e divulgar a sua rica cultura.

Quase sempre…

Certa vez li em algum lugar que Florianópolis, ao contrário do que parece, é uma das cidades turísticas brasileiras onde o sol menos aparece durante o ano, ou seja, há uma predominância de dias nublados. Houve gente que duvidasse de mim, alegando que o sol, aqui, é sempre esplendoroso. É, mas quando dá as caras.

… nublado

Para esclarecer a questão, o geógrafo Anthony Toini enviou-me o Mapa da Radiação Solar no Brasil, confirmando que o litoral catarinense tem a menor radiação – entre 4.500 e 4.700Wh/m²/dia – do país, ou seja, é a região onde o sol menos aparece durante o ano. A fonte é o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) e Wh quer dizer “Watt-hora”, uma medida de energia.

Balé clássico

Depois da dança urbana e do contemporâneo, agora é a vez do balé clássico de repertório abrir o festival Prêmio Desterro, cuja terceira edição ocorrerá de 10 a 12 de agosto, no Teatro Governador Pedro Ivo em Florianópolis. Mariana Rodrigues e Edson Barbosa, bailarinos convidados do Rio de Janeiro, interpretarão um grand pas de deux de “Dom Quixote”, criado por Marius Petipa (1818-1910).

Telhado

A baixaria continua comendo solta na internet, por causa da disputa eleitoral pela prefeitura de Florianópolis. A quem interessa desqualificar candidatos, quando a própria atividade política já é tão desqualificada e desacreditada? Se cada um cuidasse do seu telhado…

Acabou…

Há cerca de um mês a avenida Desembargador Vitor Lima, na Trindade, foi recapeada nas imediações da rótula da Carvoeira, uma região de grande movimento de carros e pedestres. Após a aplicação da camada asfáltica o curioso é que apenas metade da rua teve as faixas novamente pintadas.

… a tinta

O mais curioso ainda é que a pintura terminou justamente na curva, o que é um chamariz para acidentes. “O que será que houve? Agora a desculpa será a chuva… Mas lembro-me que o asfalto já foi aplicado há muito tempo. Sem sinalização e sem faixas, a população fica à mercê do caos!”, observa uma motorista.

Erro nas ruas

O Erro Grupo volta às ruas da Capital para apresentar a nova peça, Hasard. O trabalho faz parte do projeto Manutenção do Erro, contemplado com o patrocínio do Petrobras Cultural e acontecerá simultaneamente em quatro movimentadas vias do Centro de Florianópolis: Felipe Schmidt, Trajano, Deodoro e Conselheiro Mafra, a partir de 9 de agosto.

Realismo

Como parte do trabalho de pesquisa, o grupo participou de um laboratório com o Batalhão de Choque da Polícia Militar, para ampliar o conhecimento da equipe sobre os métodos e técnicas de manutenção da ordem e de contenção de massas. Os treinos tiveram a orientação do Capitão PM Julival Queiroz Santana e foram realizados no Centro de Ensino da PM e na sede da Polícia Ambiental.

Frei Damião

Com o frio do inverno no auge, campanhas de arrecadação de agasalhos não podem parar. A comunidade Frei Damião, da Palhoça, uma das mais carentes do Estado, receberá as doações feitas nos pontos de coleta do Floripa Shopping. Para conhecer melhor quem será ajudado, basta visitar a  exposição fotográfica “Infância Roubada”, também no shopping,  que retrata justamente a realidade das crianças de Frei Damião.

Sustentabilidade

O ReÓleo, projeto de reciclagem de óleo de cozinha da ACIF, está na agenda da Semana do Empresário Sul, que está sendo realizada no Campeche. Nesta terça-feira (24), o coordenador do projeto, Luiz Falcão (foto) tem encontro marcado com lideres de associações e diretores de escolas da região. A intenção é espalhar ainda mais a ‘semente’ da educação ambiental no Sul da Ilha por meio da palestra “Reciclar é Educar”.

Luz e som

“A luz viaja mais rápido que o som. Deve ser por isso que algumas pessoas parecem brilhantes até abrir a boca”. Tuitada do jornalista Aderbal Machado (‏@jornalistadeba), um atento observador da alma humana.

De musa a executiva do Carnaval

Confira na coluna do fim de semana um papo muito cabeça com Jaqueline Aranha, musa (e executiva) do samba em Florianópolis. Ela sabe tudo de Carnaval. Confira AQUI.

Uma luz para o patrimônio histórico de SC

Patrimônio histórico ganha força em Santa Catarina com aprovação de programa específico, que garante recursos anuais para recuperação e manutenção dos bens tombados. Na coluna de hoje

Porto: só notícias ruins

 

Quando a gente escuta ou lê alguma informação sobre o porto de Itajaí, o gancho da matéria em geral é negativo. “Péssima notícia para Santa Catarina”, disse o Fabian Londero há pouco, no RBS Notícia, informando que o Ministério da Integração Regional não acatou a renovação de estado de emergência decretado em Itajaí, para que o porto pudesse receber as verbas necessárias às obras de recuperação.
Bom mesmo vai ser ouvir uma manchete do tipo: “Ótima notícia para Santa Catarina. O Governo Federal está socorrendo com recursos as obras de recuperação do porto.”.

Mas isso é sonhar muito.