Contra a omissão, em defesa da Lagoa

Digna de nota a decisão da procuradora federal Analúcia Hartmann, de propor uma ação civil pública contra um gigantesco empreendimento localizado na Lagoa da Conceição – um dos paraísos naturais mais ameaçados pela especulação e pela falta de saneamento básico em Santa Catarina. Destaque-se, pelo tom de advertência, a afirmação da procuradora sobre o caso, para ela um “triste quadro da doença da omissão dos Poderes Públicos, que está acabando com os recursos naturais e a qualidade de vida de Florianópolis. Afinal, os danos ambientais que empreendimentos desse porte podem ocasionar não são apenas suposições”.

O empreendimento em questão projeta uma grande intervenção urbana na Lagoa, com impactos consideráveis para o meio ambiente e para a própria qualidade de vida.

Vagas. Polícia Militar montou guarda na área por quatro horas, ontem

Contra os donos do pedaço

Um dos grandes problemas da Capital – o loteamento particular de vagas de automóveis demarcado por flanelinhas – só não funciona quando a Polícia Militar monta guarda no local, em frente à Assembleia Legislativa. Foi assim ontem, entre 11 e 15h. Essa é a única forma de os monitores da Zona Azul trabalharem no local. Mas basta a PM sair para que os “proprietários” retornem à prática de extorsão.

Tem mais

É bom que se diga que há outras áreas da cidade dominadas pelos flanelinhas, que constrangem e ameaçam motoristas quando estes estacionam seus carros, inclusive na Zona Azul. Um caso grave é do calçadão da Rua Padre Miguelinho, em especial no período noturno. No caso, os flanelinhas incorrem em dupla ilegalidade: o uso do espaço e a cobrança pelo estacionamento.

Perigo. Diretora Carolina mostra o estado em que se encontra a escola

Descaso…

As instalações do complexo educacional Dom Jaime Câmara, em Palhoça, estão em estado deplorável. Como diz disse a gerente do centro, Carolina Carol Farias, “o lugar está inabitável”. O centro foi interditado pela Defesa Civil, e uma das casinhas que atendem as crianças chegou a ter um principio de incêndio, e a parte elétrica está comprometida.

… e protesto

A antiga horta, hoje tomada pelo mato e ocupada por bois parece nem mais fazer parte do complexo, está abandonada. Alunos e professores indignados com a situação protestam nesta quarta-feira contra a falta de investimentos no prédio que poderia ser usado como um verdadeiro laboratório para formar cidadãos.

Frase

“Desde que cheguei a Santa Catarina ouço que a temporada será péssima, que o trânsito será caótico, que tudo vai ser ruim. E a cada verão gosto mais daqui”. Do jornalista Frutuoso Oliveira, em seu twitter, ontem.

Baixa

O vereador Asael Pereira (PSB) encaminhou à diretoria da Câmara de Florianópolis requerimento renunciando à posição de vice-líder do Governo. O pedido é fundamentado no descontentamento do parlamentar em relação às exigências e pedidos do governo municipal. O objetivo de Asael é reafirmar o compromisso em trabalhar em favor da comunidade. Diz que votará sempre com o prefeito quando os projetos estiverem de acordo com o interesse social.

Calçadas

Notícia boa: a prefeitura de Florianópolis vai contatar empresa para execução e recuperação de calçadas em diversos locais da cidade. A licitação está em curso: envelopes serão abertos no dia 22 deste mês. Já não era sem tempo.

Mercado

A questão do novo mix do Mercado Público não está bem-resolvida. Tanto que o vereador Renato Geske (PR) solicitou na sessão de segunda-feira a realização de audiência pública no âmbito das Comissões de Trabalho, Legislação Social e Serviço Público e de Viação, Obras Públicas e Urbanismo para discutir o assunto.

Revitalização

Ainda quanto ao Mercado Público, acontece hoje, às 15h, uma reunião ampliada com o objetivo de discutir o projeto de arquitetura e urbanismo para revitalização da região e o destino dos comerciantes do Camelódromo Municipal. Proposição foi apresentada pelo vereador Ricardo Vieira (Dr. Ricardo), do PCdoB.

Terrorismo

A Câmara de Florianópolis aprovou projeto do vereador Gean Loureiro (PMDB) que isenta entidades filantrópicas, associações sem fins lucrativos, escolas, creches e templos de qualquer culto de recolherem taxas de direitos autorais impostas pelo temível Ecad, caça-níqueis que virou o terror geral dos proprietários de qualquer ambiente público, do boteco pé-sujo ao restaurante fino.

Luzes

Iluminação de Natal de Florianópolis será acionada hoje à noite, pelo prefeito Dário Berger. Este colunista, como tantos outros saudosistas da cidade, está louco para ver o pinheiro da Praça 15 novamente enfeitado com lâmpadas coloridas. É uma imagem da infância.

Prêmio merecido

Amanhã às 21h, no Lindacap, o poeta Marcos Laffin recebe da Academia Catarinense de Letras o diploma “Mérito – Categoria Poema”, por seu livro “Tempo Dentro do Tempo”. Laffin, que nasceu em Jaraguá do Sul e vive em Florianópolis, é um dos grandes poetas contemporâneos de Santa Catarina.

Usina de criação

A usina de criação dos alunos e professores da Faculdade Estácio de Sá não para, com apresentações de interessantes Trabalhos de Conclusão de Curso até esta sexta-feira. Hoje Camila Letícia Inocenti, orientada por Lúcia Miranda, expõe à banca sua proposta de uma revista, intitulada “Arquibancada”, dirigida ao público feminino que gosta de futebol.

Zumblick

Hoje é dia de conhecermos o livro Zumblick Para Sempre – Catálogo de Obras, de Volnei Martins Bez, Valmiré Rocha dos Santos e Carlos Rocha (fotos). Lançamento na Capital será na Helena Fretta Galeria de Arte, a partir das 20h. No dia 15, o livro será lançado no Museu Willy Zumblick, em Tubarão, no mesmo horário. Zumblick foi um dos maiores artistas catarinenses em todos os tempos.

Reconhecimento

A CDL de Florianópolis recebe amanhã o Prêmio MPE Brasil 2010, concedido pelo Sebrae/SC, como entidade empresarial de grande porte que teve o melhor desempenho para o alcance das metas previstas para o ano.

Anúncios

One response to this post.

  1. Posted by Carlos on 09/12/2010 at 18:06

    A propósito da provação do projeto isentando entidades das taxas do ECAD, vê-se mais uma vez os vereadores de Florianópolis se metendo a legislar sobre o que não lhes compete. Pra que será que serve a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara? Será que eles não sabem que se trata de matéria privativa da União, já tratada na lei federal 9.610/1998, que não está sujeita a alterações pelos estados e municípios? E ainda querem aumentar o número de vereadores …

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: