Ponto Final – 16 de setembro

Olho nas bombonas de água

Veja só a situação, leitor: uma consumidora da Vargem Pequena pediu uma bombona de água mineral para a empresa que distribui na região. Ao entregar a bombona vazia, teve a desagradável surpresa de ouvir: “Este vasilhame está vencido”. Incrédula, viu que realmente o recipiente tinha uma data de validade já passada. Resolveu, então, buscar outras bombonas vazias que tinha em casa. Nada feito. Todas vencidas. Resultado: adquirir uma nova, ao custo de R$ 21. Ou seja, o consumidor é penalizado pela portaria 358/2009, do DNPM, sem direito a qualquer contestação. Ocorre, porém, que ao pedir a reposição da água o cliente deverá estar sempre atento à bombona cheia que chega à sua casa – porque a nova, com validade de três anos, vai se misturar ao estoque da distribuidora. Não é uma situação covarde? “Compro uma bombona nova e, se não prestar atenção, sou capaz de receber uma com vencimento em questão de dias”, protestou indignada, em telefonema ao colunista, a consumidora da Vargem Pequena.

Pantanal

O superintendente do IPUF (Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis), Átila Rocha, reúne-se hoje com a cúpula da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), para começar as negociações com o objetivo de liberar a faixa de terreno do campus que é indispensável à duplicação da Avenida Deputado Antônio Edu Vieira. Há muitas questões pendentes, que serão amplamente discutidas neste primeiro encontro.

Celesc responde (1)

Publicamos imagens no fim de semana passado mostrando um serviço muito feio e perigoso num poste da Avenida Gama d’Eça. A Celesc responde: “Nosso pessoal da manutenção esteve no local e retirou o pedaço do cano de vassoura, estando na verdade o mesmo estaiado com uma cruzeta a partir de um abalroamento que houve, com a garantia técnica de não cair”.

Celesc responde (2)

Prossegue a nota da companhia: “Este procedimento é normal nestes casos, numa alternativa de momento, até que seja procedida a substituição. Os serviços de substituição estão programados dentro de um projeto técnico que prevê a recuperação e melhoria da rede de energia elétrica daquela região com a passagem do alimentador de interligação da Subestação Agronômica e Ilha Centro, dentro do prazo de previsão da execução até o final deste ano”.

Cheguei primeiro!

O distinto leitor por certo já há de ter passado pela situação retratada na imagem acima. Não é novidade, certo? Trata-se da Rua Bocaiúva, por volta das 13h15 de terça-feira. Eu ia embarcar no segundo “amarelinho” que aparece na foto, na altura do Beiramar Shopping. Preferi seguir a pé, em direção à Avenida Gama d’Eça. Cheguei antes do coletivo. Um motorista de táxi, com quem conversei depois, disse o seguinte: “E tu achas estranho o que acontece na Bocaiúva? Está assim há cinco anos, sempre no mesmo horário. E ninguém faz nada”.

Força teatral

O grupo The Pambazos Bros, de São Paulo, subiu o Mont Serrat na tarde de terça-feira para levar a alegria do teatro a crianças e adultos (foto). A apresentação do espetáculo “Porongo Vaudeville” integra a programação do projeto Cena Aberta do 17º Floripa Teatro – Festival Isnard Azevedo, que está contemplando 26 comunidades da Ilha e do Continente com peças gratuitas para quem não tem acesso à arte.

Campanhas

A Câmara aprovou projeto de lei complementar de autoria do vereador Dalmo Meneses (PP) que inclui na lei municipal 1.224, de 1974, artigo que obriga as empresas que administram cinemas instalados em Florianópolis a ceder gratuitamente, ao poder público municipal, dois minutos antes das sessões para a divulgação de campanhas sócio-educativas.

Maré alta – O Theatro Adolpho Mello completa 156 anos de história nesta sexta-feira, é o mais antigo do Estado, e segundo mais antigo do Brasil. E aí, autoridades que estão na maré alta do poder em São José, vão cuidar melhor do patrimônio histórico local?

Carinho – Não posso deixar de agradecer a todos os leitores que, por e-mail, telefone, no supermercado, no banco ou na rua sempre repassam informações importantes ao colunista. É tanta coisa que nem o meu poder de síntese consegue superar.

Inovação – José Jorge Araújo, da OSX, apresentou projeto do estaleiro de Biguaçu no Congresso de Inovação Tecnológica – Cintec 2010 Fundição, em Joinville. “Queremos ser a primeira indústria naval com a certificação Green Building, que indica melhores práticas de economia de energia”, enfatizou.

Anúncios

One response to this post.

  1. […] 16/09/10 » Compartilhe este link no Twitter Da coluna Ponto Final, por Carlos Damião (ND, […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: