Coluna de hoje (9/9)

Confirmação histórica

José Henrique Orofino da Luz Fontes enviou para a coluna uma cópia da publicação “Pensamentos, Palavras e Obras – Caderno 2”, escrita por seu avô, Henrique da Silva Fontes, sobre a luta para implantação da Universidade Federal de Santa Catarina, nas décadas de 1950 e 1960. No caderno constam os documentos legais da doação do terreno do Governo do Estado para o Governo Federal, ocorrida em 1954, com plano de ocupação (criação do campus) em 9 de janeiro de 1957. “É um absurdo o posicionamento do Governo Federal em querer cobrar por algo que recebeu graciosamente”, assinala José Henrique, a propósito da dificuldade enfrentada pela prefeitura de Florianópolis para alargamento da Rua Deputado Antônio Edu Vieira, no bairro Pantanal.

Resgate…

O comendador Roberto Laus, do Almoço das Estrelas, observa, a respeito da nota de ontem sobre o esqueleto do Miramar existente no Centro, que em 1999 o artista plástico e engenheiro Átila Ramos esboçou (veja na imagem acima) um projeto para reconstrução do prédio histórico demolido no governo de Colombo Salles. Muito melhor, sem dúvida, do que a instalação implantada para estabelecer um marco memorial do antigo trapiche municipal, construído na década de 1920.

… de um símbolo

“Creio que R$ 25 milhões para reformar um edifício (ex-cadeia pública e câmara de vereadores), os 10% que seriam destinados a uma ONG (?) seriam suficientes e, se colocarmos, no máximo, R$ 10 milhões, o Miramar poderia vir a ser novamente ressuscitado para abrigar, quem sabe, um museu, casa de shows, etc. e tal”, destaca o comendador Roberto Laus.

Debate

A Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc) irá aproveitar os encontros com os candidatos ao Governo do Estado promovidos pela Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF), para a entrega da Cartilha Voz Única, que traz as reivindicações estaduais. O ciclo de encontros da ACIF começa na próxima segunda e terá a seguinte agenda: Raimundo Colombo (DEM) no dia 13, Ideli Salvatti (PT) dia 14 e Angela Amin (PP) dia 21.

Ausência

Um questionamento de cidadãos florianopolitanos: se a Secretaria de Transportes da Capital está sem titular desde a saída do vice-prefeito João Batista Nunes – candidato a deputado estadual – quem está cuidando da nossa mobilidade urbana? Será que é por isso que a situação está cada vez pior nas nossas ruas? E por que não temos um departamento de engenharia de tráfego atuando junto à prefeitura de Florianópolis?

Festa alemã

Está marcada para 10 de outubro uma festa tipicamente germânica, a Stammtisch, em Santo Amaro da Imperatriz. A promoção é do grupo de municípios que integra o projeto Caminhos da Integração Alemã em Santa Catarina – Águas Mornas, Angelina, Anitápolis, Antônio Carlos, Rancho Queimado, Santo Amaro da Imperatriz, São Bonifácio e São Pedro de Alcântara.

Desrespeito

Leitor Lúcio Dias da Silva Filho é um cidadão atento. Clicou cinco imagens de situações irregulares nas ruas de Florianópolis. E observa que a bagunça está tomando conta do nosso sistema viário, com flagrantes como o da foto acima, que mostra o desrespeito constante dos motoristas pelos pedestres. Dois automóveis estacionados em cima do piso-guia (para deficientes visuais) é de causar indignação mesmo.

A questão – Fernando Silva pergunta: “Só me expliquem uma coisa: por que a Parada da Diversidade pôde fechar a Beira-mar, enquanto o desfile do 7 de Setembro foi na Nego Quirido?”

Impróprio – E a leitora Cláudia Matoso Pereira completa: “Se a Parada de 7 de Setembro fosse realizada na Beira-mar, o público seria muito superior ao registrado na Nego Quirido. O problema da passarela do samba é que o local é impróprio para tudo, até para o Carnaval”.

Câmara – Tem mais debate hoje na TV Câmara de São José, com participação deste colunista e do colega Marcelo Tolentino. Os convidados da noite serão os candidatos a vice-governador.

Cofre – O assunto do dia no Twitter, ontem, foi a pesquisa realizada por um certo instituto que, mesmo registrada na Justiça Eleitoral, teve seus resultados trancafiados num cofre.

Gente – Sai João Amin (PP) – que se dedicará à campanha da mãe, Angela, ao Governo do Estado – e entra Alexandre (Xandi) Fontes na Câmara de Florianópolis. Ex-vereador, Xandi é “gente da melhor qualidade”, como diz o Rui Guimarães. Fica dois meses na vaga de João.

Vozes – Enquanto o prefeito de Biguaçu, José Castelo Deschamps, e outras autoridades se empenham para garantir a instalação do estaleiro da OSX em Santa Catarina, há vozes dissonantes que se movimentam constantemente.

O protesto – Neste sábado, às 16h, na praia das Flores, a Associação do Bairro de Sambaqui (ABS) promove manifestação contra o empreendimento do Grupo EBX.

Cadeirinhas – Essa história da obrigatoriedade de cadeirinhas nos automóveis particulares (em táxi não precisa) merece a mais rigorosa investigação por parte do Ministério Público Federal. Porque muita gente está lucrando com essa confusão.

Anúncios

6 responses to this post.

  1. Posted by Tadeu on 09/09/2010 at 10:07

    A parada de 07 de setembro na passarela deve ter sido feita la por ter arquibancadas aonde o publico pudesse assistir aos desfiles confortavelmente sentados ao passo que na av. beira mar talvez seriam algumas arquibancadas; e qual o custo pra se construir arquibancadas na av beira mar pra mais de 10 mil pessoas sentarem? A passarela foi muito bem utilizada para o 07 de setembro, e espero que continue todos os anos ali mesmo.

    Responder

  2. […] 9/09/10 » Compartilhe este link no Twitter Da coluna Ponto Final, por Carlos Damião (ND, […]

    Responder

  3. Posted by Ricardo Viana on 09/09/2010 at 12:27

    Acreditamos no governo de Ângela Amin e Manoel Dias. Será bom para floripa e para todo o estado. Vamos avançar junto com o resto do país!

    Responder

  4. Precisa ver a João Pinto perto das 19h. Acho que a Anita Garibaldi, ou a Saldanha Marinho – ruas abertas ao tráfego – têm menos movimento! Mas alguém tem visto fiscalização de trânsito na cidade?

    Responder

  5. Posted by Sérgio Luiz da Silva on 09/09/2010 at 20:37

    Damião, vamos por partes… (1) O trânsito está ruim na Ilha não é pela ausência do JB. Caso contrário teríamos que pensar naquela história do Bode na Sala. (2) Insisto: caso OSX – considerando a geografia da região e as implicações da construção do estaleiro, em nenhum país sério do mundo a polêmica avançaria. O projeto não passaria e ponto final. Neste momento leio um trabalho exemplar que poderia ajudar em algumas reflexões sobre o caso: Nova Economia das Iniciativas Locais, de Hassan Zaoual. Inútil imaginar que algo dessa natureza passe pelas mãos dos defensores do empreendimento no local em destaque. Ainda: estranho o silêncio que reina nesse momento… (3) Cheguei em casa faz 30 minutos… O trajeto do centro ao Itacorubi, menos de 10 km, gastei quase uma hora. Tive o dissabor de passar pela Altamiro Guimarães. Uma encrenca sem tamanho até acessar a Beira Mar. Motivos: excesso de veículos nas ruas e as espertezas de praxe. Junto ao Shopping parte da pista é surrupiada para facilitar a saída do estacionamento do estabelecimento. Nas áreas sinalizadas “Proibido Parar e Estacionar”, bólidos reluzentes estacionados. Os proporietários? Provavelmente num dos botecos da região para um Happy Hour! Polícia? Essa é uma outra história que possui relação com o meu primeiro comentário. Estamos correndo atrás do rabo faz horas…
    Grande abraço.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: