Coluna de hoje (2 de setembro)

O plano que vale

Anunciado com estardalhaço pelo prefeito Dário Berger, em abril deste ano, o decreto 8057/10, que estabelecia novos critérios de licenciamento para a construção civil em Florianópolis caiu por terra ontem. A decisão do Tribunal de Justiça acolheu ação direta de inconstitucionalidade, movida pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon).

O decreto tentou criar um “defeso” para a cidade, quando na verdade já existe um Plano Diretor (de 1997), que, embora remendado, contém todas as exigências legais indispensáveis à construção civil. Se há aqui e ali construções irregulares, isso não é de responsabilidade do setor organizado – ou seja, das empresas filiadas ao Sinduscon.

O novo Plano Diretor, que deveria estar pronto em 2006 – conforme o Estatuto da Cidade – continua em discussão. Reportagem do Notícias do Dia, divulgada esta semana, apontou que o documento só deve ficar pronto em 2011. Até lá, vale o escrito no plano vigente, editado há 13 anos.

Desrespeito

Um membro da comissão organizadora da Fenaostra provocou indignação entre os artesãos que escolhiam os estandes para a festa deste ano, anteontem à noite. Fonte da coluna garante que houve baixaria, despreparo e prepotência. A equipe da prefeitura desrespeitou a organização dos próprios artesãos, que utilizaram o critério da ordem de chegada para a escolha dos estandes.

Presença

Em julho, havia 20 mil mandados de prisão em aberto em Santa Catarina. Ações coordenadas da segurança pública têm procurado cumprir essas determinações judiciais. Ontem, uma nova operação foi desencadeada pelas polícias civil e militar. E a questão: prender criminosos diminui a criminalidade? Parece ser a política de segurança pública no Estado.

Na rua

Mas nada como polícia na rua para evitar o crescimento da violência. E ontem, não se sabe se por causa de uma manifestação de 50 pequenos comerciantes, a Capital estava bem protegida na região central. Até a cavalaria (foto) da PM apareceu pelo Centro. Percebam o trabalho que os três cavaleiros tiveram para passar nessa região da Praça 15. Uma situação pra lá de corriqueira na cidade: carros estacionados em fila dupla, em qualquer lugar.

Vidal Ramos

Já estão em andamento as obras de revitalização da charmosa Rua Vidal Ramos, no coração de Florianópolis. Ontem, operários trabalhavam na implantação de nova infraestrutura – tubos de drenagem pluvial. Projeto, divulgado no Notícias do Dia, é muito bonito. Mas o trecho entre a Deodoro e a Jerônimo Coelho tinha mesmo que virar calçadão. Ficaria sensacional.

Solução

A história da cadeirinha obrigatória nos carros é fantástica. Cidadão narrava ontem para o colunista: como não tem cadeirinha para levar seu filho pequeno ao colégio, optou por fazê-lo de táxi. Porque, mesmo sendo um automóvel como qualquer outro, o táxi não precisa instalar uma cadeirinha para transportar crianças. O Brasil não é mesmo um país fantástico, de leis tão oportunistas quanto absurdas?

Verba cultural

Tudo que diz respeito à cultura deve merecer o aplauso da sociedade. Projeto aprovado ontem na Assembleia Legislativa, de autoria dos deputados Angela Albino (PCdoB) e Pedro Baldissera (PT), dispõe que Santa Catarina deve destinar, anualmente, 1,5% da receita dos impostos para atividades culturais e preservação do patrimônio. Na prática, a cultura pode ter R$ 140 milhões a partir de 2011, R$ 50 milhões a mais do que é hoje destinado pelo Funcultural.

Que feio

O projeto Floripa Letrada é das melhores coisas já feitas em Florianópolis, em favor da cidadania. Mas circulam informações de que usuários do transporte coletivo já estão depredando os estandes do projeto no Ticen. E mais: doadores de livros estão despejando lixo cultural como forma de participar. É indispensável dizer que o projeto precisa de bons livros, de boa literatura, não de obras dispensáveis. 

Pirataria – O Twitter é uma ferramenta bacana, quando bem utilizada. Mas o que cabos eleitorais estão fazendo é safadeza. Criam fakes (perfis falsos) para espalhar boatos e informações mentirosas sobre os adversários.

Deletérios – O formidável é que dificilmente algum usuário do Twitter se deixará impressionar por mensagens de cabos eleitorais deletérios.

Olho vivo – Câmeras de vigilância estão sendo instaladas em Coqueiros, através de um sistema de fibra ótica que vai da cabeceira da ponte até o Abraão. População vai se sentir mais protegida. Mas nada como uma rádio-patrulha passando de vez em quando para ficar melhor ainda.

Plenário – O presidente da Câmara de São José, Amauri Valdemar da Silva, reinaugura hoje o plenário do Legislativo, que tem o nome de Eugênio Manoel da Cunha. A solenidade acontece às 18h30. O novo plenário foi remodelado para o formato de anfiteatro e ganhou cabine de som e novo sistema de sonorização.

Diversidade – Tem gente que critica, mas é fato: 6 de setembro é o Dia Municipal do Orgulho Gay e da Consciência Homossexual em Florianópolis.

Viva a Justiça – A Justiça determinou licitação, em 30 dias, para os boxes do mercado. Sepulta, assim, a decisão dos vereadores da Capital que, ao arrepio da Constituição, tentaram estender por 15 anos o domínio dos atuais ocupantes. Chega de privilégios. Viva a Justiça!

Anúncios

4 responses to this post.

  1. […] vale 2/09/10 » Compartilhe este link no Twitter Da coluna Ponto Final, por Carlos Damião (ND, […]

    Responder

  2. […] 2/09/10 » Compartilhe este link no Twitter Da coluna Ponto Final, por Carlos Damião (ND, […]

    Responder

  3. Posted by walter filho on 02/09/2010 at 17:00

    Damião,irmão,além da poluição sonora (ruído dos motores dos ônibus);da poluição ambiental (óleo na pista e fumaça tóxica dos canos de descarga dos mesmos) chegou a vez da poluição visual.Bunneres e cartazes sendo colados e colocados nas paredes,nos pilares e nas cerquinhas aramadas que separam os corredores.Não existe legislação para impedir ,controlar ou conter isso?Além do que ,desvia a atenção das pessoas facilitando a investida dos batedores de carteira,por exemplo.Outro assunto:é muito caro trocar um plástico velho que faz papel de vidro numa janela do Pôsto Policial da pracinha Nossa Senhora de Fátima,no Estreito?Está precisando também de uma pintura,de uma reforma…Como diria Clodovil :póde uma coisa deeeessssas!???Abraços e desculpe o “aluguel”,Damião.Bom feriadão!

    Responder

  4. Posted by Açmir Costa on 03/09/2010 at 10:55

    Caro Damião, sou teu fã e ouvinte assíduo da Rásio Guarujá, gosto muito dos seus comentários, mas preciso dizer algumas coisas que acho “suspeitas” e absurdas :
    1) Preço absurdo na reforma da Catedral (12 milhões). No ano passado a comunidade da Freguesia do Ribeirão solicitou a PMF uma verba de 50 mil reais para a reforma da Capela N.Sa. Lapa, NEGARAM, (atualmente a PMF está fazendo a reforma 1 milhão e 7oo mil), ta na cara que 50 mil era muito pouco pra “dividir”.
    2) Depois que negaram ao Dario canditar-se ao governo, o asfalto da Rodovia Baldicero Filomeno PAROU. nem tem um ano e já está todo remendado.
    3) Vamos ter reforma da antiga PMF praça XV (25 milhões), e podes anotar, vão querer reformar a Igreja São Francisco, calculo mais uns 10 milhões. Para que serve aquele heliporto feito nos altos do Morro da Mariquinha por 3 milhões?
    4) Perguntei ao Tribunal de Costas sobre a licitação dessas obras, informaram que para elas não precisa de licitação, entendeu o porque das reformas? Como dizem alguns políticos “dinheiro público não tem dono”.
    5) Comenta-se por aqui que o filho do Presidente Lula é o atual dono da “OI” (Ex Brasil Telecom), será?
    6) Outra coisa, se não estou enganado, técicos da UFSC haviam dito que reformariam a Ponte Hercílio Luz por 25 milhões, porque não aceitaram? E agora quanto custará? Nunca vi uma ponte “parada” render tanto dinheiro.
    7) Por falar em ponte, CHEGA de fazer pontes para desembocarem no mesmo lugar, veja o caos no trânsito, entendeu?
    8) Para terminar, quando fizeram o aterro da baia-sul, bem que poderiam ter deixado dois canais para embarcações ao lado do Miramar (na Costeira do Pirajubaé tem), para futuro transporte marítimo, nem calculo o custo daquele “esqueleto” horrível feito no lugar.
    9) E tem muito mais, mas fico por aqui, um GRANDE ABRAÇO,
    Almir – Ribeirão da Ilha

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: