Ponto Final – 7 de julho

Projeto criminaliza flanelinhas

Brasileiros, uni-vos: corre na web mais um abaixo-assinado que estimula a cidadania. Tem o objetivo de apoiar projeto de lei do deputado Antônio Carlos Biscaia (PT), que criminaliza a cobrança de estacionamento em vias públicas, argumentando que a conduta representa uma extorsão indireta. Em outras palavras, o projeto pretende acabar com essa figura execrável conhecida como “flanelinha” e que virou uma praga em todas as grandes cidades.

Em Florianópolis, os flanelinhas tornaram-se donos de ruas e cobram o estacionamento mesmo em áreas de Zona Azul, constrangendo ou ameaçando os motoristas e hostilizando os agentes da prefeitura que vendem os talões. Muitos flanelinhas são criminosos, agindo como repassadores de drogas ou de mercadorias roubadas em diversos pontos da região central da cidade. A polícia sabe, mas só pode prendê-los em flagrante relacionado aos crimes específicos. No caso de o projeto de Biscaia ser aprovado pela Câmara, a conversa é outra: a simples extorsão praticada hoje passa a ser, também, um crime.

Quer apoiar (ou detonar) o projeto, leitor? Acesse www.votenaweb.com.br/projetos/760.

Um (mau) exemplo

Na região central de Florianópolis há alguns pontos “nobres” para casamentos e festas de 15 anos. Os flanelinhas, muito bem informados sobre os eventos, tomam conta das ruas e praças adjacentes – como a Olívio Amorim e a Getúlio Vargas – para operar o seu rentável negócio. Cobram R$ 10 por veículo estacionado. Grana adiantada. E não adianta reclamar, porque o risco de danos físicos aos veículos é grande. Aliás, mesmo pagando os R$ 10 extorquidos o proprietário do automóvel não tem garantia nenhuma.

Para, anda, para

Na semana passada, houve um surto obreiro no canteiro da avenida Beira-mar Continental. Passada a febre, as obras voltaram ao ritmo normal, devagar-quase-parando. A prefeitura bem faria se esclarecesse o que está acontecendo naquele tão simpático pedaço do Estreito. O secretário do Continente, Deglaber Goulart, diz que está tudo normal e que a avenida será inaugurada este ano.

Outro drama

Outra questão que vez ou outra reaparece na mídia é a tal duplicação do trecho Sul da BR-101. O Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT) estima que a obra ficará pronta em 2010. A Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) divulgou estudo demonstrando que antes de 2014 os trabalhos não serão finalizados.

Reconhecimento

A RIC-Record recebe nesta quinta-feira, junto com outras 14 empresas, o título de Empresa Cidadã ADVB-SC, por conta de sua atuação em responsabilidade social. A “Campanha do Agasalho: Aqueça uma Comunidade” arrecadou 780 mil peças em 2009 e deve arrecadar um milhão de roupas e calçados em 2010 e foi, por isso, merecedora do prêmio. A solenidade acontece no Clube Mampituba, em Criciúma.

Adeus, velho Giba

Gilberto Nahas (Giba), morto ontem aos 81 anos, era um personagem de Florianópolis, um figura intensa, presente a inúmeras rodas, divertido, gozador e polêmico. Não apenas como jornalista, mas também como árbitro de futebol, tendo protagonizado um dos maiores escândalos desse esporte em Santa Catarina – o chamado “Clássico da Vergonha”, entre Avaí e Figueirense, que resultou na expulsão dos 22 jogadores.

Com carinho

Requerimento do vereador Asael Pereira (PSB), pedindo informações ao governo sobre a situação da Polícia Militar na Capital, foi aprovado na Câmara. Mas o vereador Asael Pereira não deixou de dar uma “puxadinha” explícita para o comandante do 4º Batalhão, tenente-coronel Newton Ramlow, elogiando o militar e seus comandados.

Mais segurança

A Polícia Militar em ação no Centro: os soldados passaram parte da tarde de ontem pesquisando informações com comerciantes da região do Terminal Cidade de Florianópolis. O trabalho faz parte do processo de revitalização do espaço, que deve ganhar força com a volta de linhas intermunicipais do transporte coletivo para o terminal. 

Origem – O projeto de implantação de um cemitério judaico em Florianópolis não é ideia de vereador. Foi encaminhado pelo prefeito Dário Berger à Câmara Municipal no mês de junho.

Luteranos – Muitos leitores se manifestam contra um cemitério específico para seguidores de uma religião. E é necessário lembrar que no São Francisco de Assis (Itacorubi) há uma ala separada para os fieis luteranos. Mas sem muro e aberta a visitação pública, sem qualquer tipo de restrição.

Informática – Vereador Ricardo Vieira (PCdoB) está cobrando explicações da prefeitura sobre a situação de seis escolas municipais que estão cadastradas no Proinfro e receberam equipamentos de informática do Governo Federal, mas não disponibilizaram os profissionais para as aulas.

Mérito – Projeto da Cidade Universitária Pedra Branca, primeiro bairro sustentável da América Latina, ganhou três páginas na prestigiada revista Exame. Não é pouco e não é tudo: empreendimento já tem dimensão mundial.

Sem proteção – Moradores de rua de Florianópolis dependem de ações de voluntários para sobreviver. E o vereador Asael Pereira (PSB) denuncia: encaminhamento ao Albergue Noturno está inexplicavelmente bloqueado.

Anúncios

One response to this post.

  1. […] Centro 7/07/10 » Compartilhe este link no Twitter Da coluna Ponto Final, por Carlos Damião (ND, […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: