Coluna de 22 de março

Interesseiros

Está explicado: o interesse espanhol por Santa Catarina, especialmente na construção civil, tem raiz na profunda crise que o setor experimenta naquele país

No clima do aniversário

A Avenida Hercílio Luz recebeu centenas de pessoas, no sábado, para a realização de mais uma Alameda Cultural, promoção da Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes.

Nem a chuva fina impediu a festa, um verdadeiro happening, muito semelhante aos eventos que os alemães chamam de Sttamitsch (ou Strassenfest). A diferença para a festa germânica – que acontece em São Pedro de Alcântara, dia 25 de abril – é que não havia barracas. Mas o espírito era o mesmo: alguns amigos se uniram e fizeram um churrasco ao ar livre. Famílias levaram petiscos e bebidas de casa. Qualquer gesto valeu para o encontro e a confraternização pelos 284 anos da cidade.

O advogado Dauth Emmendorfer, que participou do evento, gostou de ouvir, entre autoridades e outras pessoas que estavam no local, que a região do Paredão se transformou num bulevar. “É muito bom e nos tira esse estigma de Paredão, um apelido depreciativo”, observou.

 

Secretário da Educação e presidente da FCFFC, professor Rodolfo Pinto da Luz: sucesso de mais uma edição faz a fundação cultural pensar em repetir a Alameda Cultural trimestralmente

 

A “velha rendeira tradicional” marcou presença no espaço da Hercílio Luz, atraindo a atenção dos curiosos

 

O artista plástico Jair Martins levou sua arte para a Alameda Cultural: o amor a Florianópolis em pinceladas sutis

 

A oleira explicou seu trabalho para quem passava: atividade valorizada pela Fundação Cultural Franklin Cascaes

 

Durante a apresentação do grupo Gente da Terra começou a chover, mas as pessoas não queriam sair da Alameda Cultural. Cada um improvisou como pode. A moça da foto recorreu ao guarda-chuva, mas não perdeu a animação, segurando a barra da blusa e dançando bem no estilo arrasta-pé.

A esperança

Muito mais do que acreditar numa vitória nas prévias do próximo domingo, os partidários de Dário Berger apostam, ainda, na desistência do ex-governador Eduardo Pinho Moreira. “O Pinho não desiste”, exclamou para a coluna um assessor muito próximo de Dário, querendo dizer que essa foi a estratégia da pré-candidatura desde o início.

A procissão

O tempo bom permitiu a realização de uma bela Procissão do Senhor dos Passos na tarde de ontem. E talvez o tempo firme tenha sido a explicação para o registro de um número inferior de fiéis, em comparação ao ano passado. Pelo menos foi essa a impressão de jornalistas e repórteres fotográficos presentes à Praça 15.

Plano Diretor

Na estimativa dos organizadores, mais de 500 pessoas compareceram ao protesto da Lagoa da Conceição contra o Plano Diretor da Prefeitura. A manifestação aconteceu no sábado. Amanhã à tarde a Associação de Moradores da Lagoa (Amola) vai recolher assinaturas em frente ao shopping Via Lagoa em repúdio ao Plano.

Gente nossa

Embora não fosse nascido em Florianópolis – era natural de Tijucas – o ex-vereador Michel Curi sempre foi um dos mais empedernidos manezinhos da Ilha. Como bem definiu o vice-prefeito João Batista Nunes, Michel era “gente nossa, gente da cidade”. O corpo do ex-parlamentar será sepultado hoje às 9h30, no Jardim da Paz.

Estaleiro

O prefeito de Biguaçu, José Castelo Deschamps, segue hoje para São Paulo, atendendo a convite do empresário Eike Batista. Ele vai participar do início de negociação das ações da OSX Brasil na Bovespa. A OSX é a empresa do grupo EBX que construirá o estaleiro para produzir plataformas de petróleo no município governado por Deschamps.

Zona moderna

Leitor Carlos Spelmeier enviou uma extensa mensagem à coluna sobre o moderníssimo sistema de Zona Azul que será implantado em Florianópolis. Carlos, como todos nós, tem muitas dúvidas, entre as quais: onde encontrar os agentes da Zona Azul para obter os créditos eletrônicos? Se hoje, para comprar os talões já é um suplício… Ou seja, mais uma vez quem perde é a cidadania.

Anúncios

4 responses to this post.

  1. Posted by Carlos on 22/03/2010 at 14:50

    Pô, Damião, agente de zona azul fornecendo crédito eletrônico é dose! O negócio vai funcionar via internet e celular, nada de gente no processo.

    Responder

  2. Posted by Carlos on 22/03/2010 at 14:59

    Depois de morto, todo mundo vira santo, mas “empedernido manezinho” eu acho que é demais para alguem que participou diretamente de tantas ações contra a cidade. Ou já esqueceram da Moeda Verde, só pra citar o mais divulgado? Ou então, sou eu que estou enganado, ser manezinho é isso mesmo, não dar a mínima para a destruição do patrimônio urbano ou se lixar para o meio ambiente …

    Responder

  3. Posted by Carlos Henrique on 22/03/2010 at 16:01

    A grafia correta é Stammtisch.

    Responder

  4. Posted by Lei on 22/03/2010 at 20:44

    Damião, tudo bem?

    Não tenho teu e-mail, então mando informações por aqui.

    Na coluna do Cacau de hoje (22/03/2010) o mesmo comenta que o Lula e a Marisa não tem aparecido juntos, principalmente na viagem à Israel e Palestina. Entretanto, desmentindo-o, há uma imagem na página 30 da mesma edição onde aparece a Marisa em primeiro plano e o Lula recebendo o Xale ou Lenço palestino na Cisjordânia.
    Será que podemos confiar nas informações repassadas por ele ou são “factóides”.
    Desculpe aintromissão.
    Um abaraço.
    LEI

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: