Coluna – Notas selecionadas

Como estive ausente por dois dias, fiz uma seleção de algumas notas que não perderam a atualidade e que foram publicadas na minha coluna Ponto Final, no Notícias do Dia

Matando o turismo – Comerciantes que têm estabelecimentos nos balneários normais do Norte da Ilha se queixam da excessiva valorização de uma imagem de Florianópolis que não corresponde à verdade. A capital está sendo percebida, no plano nacional, como uma cidade turística de ricaços (emergentes), que queimam dinheiro em Jurerê Internacional.

Fuga da classe média – A ideia de que Florianópolis virou uma cidade de novos-ricos – apresentada inclusive num programa televisivo de grande audiência nacional – atinge comerciantes, hoteleiros e donos de restaurantes tradicionais, justamente porque afugenta o turismo de classe média, tanto de brasileiros, quanto sul-americanos.

Desordem (1) – Os fiscais da prefeitura fazem varreduras periódicas na região central de Florianópolis. Mas os ambulantes ilegais voltam a ocupar calçadas e calçadões, à procura de clientela certa: consumidores que adquirem qualquer coisa, desde que custe muito menos do que nas lojas convencionais.

Desordem (2) – Sandálias, óculos, toalhas, biquínis, lingerie e outros produtos típicos da estação de veraneio são vendidos por preço de banana e sem nenhum tipo de garantia de qualidade. A maior parte dos vendedores vem de outros Estados e países do Cone Sul e não tem licença oficial para trabalhar nas ruas.

Desordem (3) – É impressionante também a quantidade de ambulantes ilegais que atuam à vontade nas praias do Norte da Ilha, afrontando o comércio formal – aquele que paga impostos e gera empregos. Não há dúvida que o poder público perdeu o controle sobre o que acontece nas ruas da cidade.

Risco à saúde – Em algumas barracas de camelô, à beira da praia, os vendedores utilizam um equipamento capaz de provar para o consumidor incrédulo que os óculos escuros comercializados possuem proteção contra os raios ultravioleta (UV), considerados os mais nocivos à pele e aos olhos.

Risco ao bolso – Compradores fazem fila para adquirir óculos que imitam marcas famosas ao preço de R$ 30. Acessórios de qualidade, vendidos em óticas especializadas, custam cinco ou 10 vezes o valor dos vendidos pelos camelôs. Quem já comprou, garante: os óculos baratos não duram um mês.

Rapaziada alegre – O bloco Pauta que Pariu, que reúne os jornalistas de Santa Catarina, já definiu a data e o local do seu Carnaval: 13 de fevereiro, sábado, a partir do meio-dia, na Kibelândia. Depois, Praça 15 e arredores.

Gentarada – Do comendador Roberto Laus para a coluna, sobre o turismo em Florianópolis: “De que adianta uma campanha ostensiva por parte dos órgãos de promoção ao turismo, se não existe infraestrutura para atender a demanda desta gentarada que invade a Ilha?

‘Mirandas’ – Prossegue Roberto Laus: “E os ‘mirandas’ argentinos (de baixo poder aquisitivo) que não gastam: miram, miram… e se mandam pros supermercados, formando um belo piquenique por onde passam”.

Anúncios

One response to this post.

  1. Posted by Roney Prazeres on 29/01/2010 at 19:01

    Damião, Florianópolis é a falsa cidade turística: Nossas praias são poluídas; os preços assustam; a segurança é falha; o trânsito é absurdo; as atividades culturais morrem no verão; as praças centrais são sujas; os monumentos históricos estão abandonados (há quantos anos já dura a restauração da Ponte Hercílio Luz?); as baladas perturbam as madrugadas; gasta-se muito dinheiro com coisas inúteis (veja-se a Árvore de Natal); o carnaval não pode ser realizado em alguns locais pois não há policiamento suficiente. É ou não a falsa cidade turística? Uma verdadeira arapuca. A única coisa “perfeita” é a produção de matérias para a mídia nacional. Isto sim sai bonito na telinha.
    Assim não há presente e, muito menos, futuro!
    Saudações Desterrenses

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: