Samba e política

Nega Tide, que será enterrada hoje às 15 horas no Cemitério São Francisco de Assis (Itacorubi), encarnou muitos papéis ao longo de sua vida. O mais conhecido de todos foi o de Cidadã Samba, título merecido e jamais contestado. Mas foi também, além de uma sambista de qualidade indiscutíveis, uma mulher envolvida com a política e o poder. Adorada (até endeusada) pelos líderes e pelas autoridades, justamente por causa da força de sua arte, Nega Tide circulou pela política com especial desenvoltura, dedicou-se ao PMDB – seu partido de coração – e chegou a disputar uma vaga à Câmara de Vereadores. Não se elegeu, mas fez falta. Talvez emprestasse ao Parlamento do município um pouco da sua verve, do discurso direto, objetivo e contundente, sem esquecer da alegria, do sorriso sacana, da “vida-louca-vida” do samba e da noite que ela simbolizava.

A cidade perdeu mais um de seus personagens fundamentais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: