Coluna de 16 e 17 de janeiro

Haiti

São comoventes as cenas que mostram o Haiti despedaçado: disputa por comida e água, milhares de órfãos, gente sem destino e sem esperança. O pior é que, como disse MV Bill e como cantou Caetano Veloso, a tragédia haitiana não é de agora.

A defesa de Pavan na RIC-Record

O vice-governador Leonel Pavan desabafou no Jornal do Meio-Dia, da RIC-Record, apresentado na sexta-feira. Indignado, desabafou com um discurso enfático e emocionado contra seus acusadores e contra um certo segmento da mídia catarinense.

“Não posso mais me acalmar”, “vou ter que provar que sou honesto”, “me julguem por favor”, foram algumas das frases pronunciadas por Pavan na longa entrevista ao apresentador Hélio Costa. O vice-governador valeu-se das reportagens publicadas nos últimos dias para reforçar sua defesa e reafirmar sua inocência, alegando que as fotografias e imagens de vídeo divulgadas não chegam a ser provas conclusivas.

Deixou claro que não quer o envio do caso ao Superior Tribunal de Justiça – possibilidade que se concretizará a partir do momento em que assumir o governo de maneira efetiva –, porque prevê que tal demanda poderá consumir até 10 ou 12 anos. Para ele, quanto mais rápido for o pronunciamento judicial, melhor.

A entrevista serviu para que o vice-governador desse vazão às suas razões, seguindo uma lógica da defesa, que é exatamente o ataque. Abandonou a postura defensiva em que se encontrava e partiu para a ofensiva atacando seus acusadores e exigindo que eles apresentem provas concretas de que praticou ato de corrupção passiva. Não esclareceu de forma suficiente as questões relativas às outras acusações, referentes a advocacia administrativa e quebra de sigilo funcional. Talvez porque a pior de todas, justamente a de corrupção, tenha de ser melhor fundamentada pelos acusadores.

De qualquer maneira, mostrou-se duro, incisivo, indignado, num posicionamento que busca o apoio popular ao seu futuro governo.

Dominó do Estimado (1)

Acontece neste sábado, na Cachoeira do Bom Jesus, o 23º Torneio de Dominó do Estimado, evento que reúne todos os anos ministros, empresários, advogados, profissionais liberais, desembargadores, acadêmicos, jornalistas, professores e publicitários. Duas novas duplas estreiam neste dia 16: uma, formada pelo desembargador José Volpato de Souza e pelo conselheiro Wilson Wandall, e outra pelo ex-deputado Francisco Assis Filho e pelo secretário municipal Guilherme Pereira.

Dominó do Estimado (2)

Idealizado e coordenado há 23 anos pelo professor Jorge Seara Polidoro (Estimado), o torneio é suprapartidário e reúne amigos e adversários políticos em torno das mesas de disputa. A edição deste ano homenageia o jornalista Moacir Pereira, ex-presidente do Sindicato dos Jornalistas e da Associação Catarinense de Imprensa, que participa da disputa desde a primeira edição, formando dupla com o advogado Valcir Melo.

Ordem na casa

A prefeitura da Capital já definiu a solução para a Avenida Paulo Fontes, que foi fechada ao tráfego de veículos e vai ser transformada num bulevar. O vice-prefeito João Batista Nunes garantiu a esta coluna, na sexta-feira, que o concurso público para escolha do projeto urbanístico vai ser lançado no mês de março, dentro da programação de aniversário da Capital. “Trata-se de uma decisão política do prefeito Dário Berger”, disse João Batista.

Mais ordem

Uma reunião na sexta-feira, entre representantes do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF), da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (SMDU) e da Guarda Municipal, começou a definir as ações que a prefeitura vai desenvolver contra os vendedores ambulantes ilegais que invadiram o Centro da cidade. O vice-prefeito João Batista Nunes informou a este colunista que a ideia agora é desenvolver uma fiscalização inteligente e consistente para acabar com a desordem que impera na região.

Sem Palavras em DVD

Um dos documentários mais importantes já produzidos em Santa Catarina, “Sem Palavras”, dirigido por Kátia Klock, começará a ser distribuído em DVD no próximo mês de fevereiro, com legendas em inglês, alemão e espanhol, para escolas, bibliotecas e associações culturais do Brasil e do exterior. O filme conta a história dos imigrantes germânicos – e descendentes – que foram vítimas de perseguição por parte do governo brasileiro, durante a Segunda Guerra Mundial.

Céu sem limite

O céu não é o limite para as estrelas evangélicas, quando se trata de abrir novas igrejas pentecostais. O ex-vereador e ex-pastor da Universal Alceu Nieckarz é um exemplo. Fundou sua própria igreja no ano passado – a Luz da Vida –, que começa a ganhar força na região continental de Florianópolis. Um outdoor em frente à sede, na Rua Aracy Vaz Callado, bairro Estreito, expõe uma imensa fotografia do novo bispo, que informa em seu blog ser graduado e pós-graduado em teologia.

Fórum

O vereador Alodir Cristo (DEM) defende a promoção do I Fórum de Urbanismo em Joinville, no mês de abril. Cristo entende que Joinville deu grandes avanços com a nova lei de uso e ocupação de solo, mas precisa de adaptações com exemplos de Curitiba. Daí a importância da presença de técnicos do Instituto Jaime Lerner para orientar as mudanças. O próprio Lerner é aguardado para participar do evento.

Informação

Depois de tantas reclamações, parece que a Prefeitura de Joinville investirá nas placas de informação na cidade. Hoje, quem chega de outros municípios passa verdadeiros apuros para conseguir encontrar o caminho das praias, do Bolshoi ou do Zoobotânico. A ideia é aumentar estas fontes de informação desde a entrada da cidade. Por sinal, Joinville tem quatro entradas, sendo necessário concentrar o marketing de turismo em pelo menos duas.

Anúncios

3 responses to this post.

  1. Posted by Carlos Ghisi on 16/01/2010 at 18:51

    Aonde foi parar aquele colunista critico que conheciamos, ao que parece é mais um servindo a ordem estabelecida!!

    Responder

  2. Posted by Diego on 18/01/2010 at 8:16

    Pois é Damião, fica aquela pergunta no ar: tudo o que acontecia no Haiti já não era uma tragédia?

    Responder

  3. Posted by Plínio Marques on 18/01/2010 at 12:03

    Damião, estás pegando muuuito leve com o mafioso Pavan. As escutas divulgadas são estarrecedoras! Se tivéssemos uma imprensa menos boca-mole este cara já estaria deposto.
    Gostaria de ver mais contundência da tua parte em relação a este assunto.

    Por enquanto, quem est´-a descendo a lenha no pavan é o Mosquito.

    Abraços.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: