Filmes e continuações

Cedi à tentação de assistir, ontem, um dia muito modorrento, à comédia Loucademia de Polícia, besteirol produzido nos Estados Unidos em 1984 e que virou uma febre, com várias continuações ao longo dos anos. Trata-se de algo absolutamente dispensável à história do cinema, embora tenha algumas sequências engraçadas (ou estupidamente hilariantes).

O que me surpreende no Loucademia é que não havia no prijmeiro filme qualquer pista que indicasse sua transformação em série. A impressão que me deu (vi pela primeira vez, posso estar errado) é que era para ser um filme único, sem continuação. Mesma sensação que tenho toda vez que assisto 007 e o Satânico Doutor No, obra-prima da série protagonizada por Sean Connery. Outro dia coloquei o DVD para ver de novo. E, mais uma vez, a certeza: o roteiro não indica continuação. Contribui para o fato a própria interpretação de Connery, ainda não muito à vontade no papel que o consagraria (ele fez seis vezes o personagem James Bond, do total de 22 filmes rodados até 2008).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: