Coluna de 6 de janeiro

A pedido de leitores que não moram em Florianópolis ou estão veraneando em locais distantes, volto a publicar aqui o conteúdo diário de minha coluna no Notícias do Dia. Abaixo, a coluna de hoje (quarta-feira, 6 de janeiro), veiculada na pg. 2 do ND:

Oposições se articulam em SC 

Enquanto o governador Luiz Henrique da Silveira defende a manutenção da tríplice aliança, reproduzindo a estratégia vitoriosa de 2002 e 2006, as oposições se articulam de forma objetiva para apresentar ao eleitorado o contraponto político de 2010.

Todas as conversas são incipientes, em especial entre os únicos partidos que se opõem ao atual governo na Assembleia Legislativa. Em suma, as legendas que não curvaram a espinha para a chamada base de governabilidade e mantiveram suas características de identidade estão trabalhando com firmeza para consolidar uma outra aliança, que seja viável e competitiva. A ideia é muito simples: construir uma alternativa de poder que represente a renovação e a mudança, levando em conta principalmente o desgaste político da tríplice aliança, que comanda o Estado desde 1º de janeiro de 2003.

Ontem estiveram reunidos os presidentes do PP, deputado estadual Joares Ponticelli, e do PT, a ex-deputada federal Luci Choinacki. Os dois almoçaram em Florianópolis e mantiveram uma conversa prévia sobre o primeiro grande encontro entre as lideranças dos dois partidos, programada para daqui a duas semanas. Estarão presentes a deputada federal Angela Amin (PP) e a senadora Ideli Salvatti (PT), dois nomes citados com frequência para disputar a sucessão do governador Luiz Henrique. A reunião programada para os próximos dias pode ser decisiva para que os dois partidos comecem a definir uma coligação, reproduzindo a aliança que, no plano nacional, é bem-sucedida desde 2003. 

Ação política 

O PSol protocolou ontem na Assembleia Legislativa pedido de impeachment contra o vice-governador Leonel Pavan, que deve ser analisado a partir de 4 de fevereiro. O requerimento foi apresentado pelo presidente estadual da sigla, ex-deputado Afrânio Boppré. Para o dirigente partidário, “o impeachment é uma ação política, que pode se desenvolver paralelamente à ação no plano judicial”. 

Atirando 

O ex-secretário de Turismo da Capital, Mário Cavallazzi, saiu do cargo atirando contra seus adversários políticos e contra o Tribunal de Justiça. Para Cavallazzi, a culpa pelo que houve no fim de ano – com a proibição de novos pagamentos à empresa responsável pela montagem da árvore de Natal – foi dos desembargadores catarinenses. 

Falhas 

Ainda segundo Mário Cavallazzi, o Tribunal de Justiça julgou o caso muito rapidamente, como forma de responder aos clamores da opinião pública. Ele admitiu falhas nos contratos para os eventos do fim de ano, reafirmando, no entanto, que “não houve irregularidades”. Mas a Justiça pode desfazer essa convicção do ex-secretário. A mesma Justiça que ele criticou ontem. 

Cochilo 

Ao contrário do que informamos ontem, Adriano Zanotto não é suplente de deputado estadual. Ele concorreu à Câmara Federal pelo PMDB em 2006, mas não obteve votos suficientes para se tornar suplente: ficou em 31º lugar, com 30.420 votos. Na prefeitura, ele é apontado como uma solução técnica para a Secretaria de Turismo, porque teria a capacidade de “colocar ordem na casa”.  

Cadeião 

A Central de Triagem (Cadeião) da região metropolitana da Capital pode ficar pronta em oito meses, segundo estimou ontem o diretor do Departamento de Administração Prisional de Santa Catarina (Deap), Nilson Júlio da Silva. O cadeião terá capacidade para 400 presos e será implantado no bairro Potecas, em São José, desativando as centrais existentes no Estreito e Centro. 

Mais vagas 

Nilson Júlio da Silva anunciou que será inaugurada em fevereiro a nova ala do presídio de Joinville, com igual número de vagas (172) da capacidade atual. A ampliação representou investimentos de R$ 560 mil e representa um razoável alívio para as condições carcerárias da maior cidade do Estado. Também em fevereiro serão abertas 200 vagas para o semiaberto em Joinville. 

Mudança 

A volta de Dado Cherem (PSDB) para a Assembleia Legislativa tira um deputado tucano – Giancarlo Tomelin – e confirma, pelo menos por enquanto, a adjunta Carmen Zanotto na titularidade da Secretaria da Saúde. Aliás, Carmen há muito tempo responde por quase tudo na secretaria e pode ser candidata a deputada estadual pelo PPS. Se for assim, terá de deixar o cargo no mês de abril. 

Piso salarial (1) 

A Federação do Comércio de Santa Catarina (Fecomércio) aguarda decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) com relação à Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN), interposta pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), questionando a lei 459/09, que estabeleceu quatro faixas de salário mínimo regional.

Piso salarial (2) 

O piso salarial regional, em vigor desde o dia 1º, é criticado pelo presidente da Fecomércio, Bruno Breithaupt: “Lamentavelmente, é uma lei com fins políticos, de manobras políticas, e não com fins econômicos e sociais. É importante frisar que a lei não foi originada de um movimento sindical laboral, mas foi orquestrada por centrais sindicais”. 

Justiça de volta 

O recesso do Judiciário catarinense termina hoje, com o retorno parcial das atividades do Tribunal de Justiça. Parcial porque o Pleno só volta a se reunir no dia 20. Até lá, dos 22 órgãos de julgamento, seis irão atuar em regime de plantão. Todas as sessões acontecerão às terças-feiras, com exceção da Câmara Civil Especial, que funcionará às quintas-feiras. 

Sem autoridade 

Andarilhos fazem o que querem nos balneários da Ilha de Santa Catarina. A questão preocupa turistas e moradores, porque os moradores de rua dormem sob as marquises, fumam crack, tomam cachaça e perturbam o sossego de quem reside ou veraneia em praias como Canasvieiras. Não há autoridades para resolver o caso, que é semelhante ao que acontece em outros balneários bagunçados de Florianópolis.

Avaliação

Diante dos problemas de infraestrutura da atual temporada, o governador Luiz Henrique vai convocar o Conselho Estadual de Turismo para analisar medidas preventivas. Encontro será no dia 13 deste mês.

Anúncios

7 responses to this post.

  1. Posted by Matracatrica on 06/01/2010 at 21:25

    zanotto vai cuidar do cadeião? troquei as notas… Solução técnica? Suas contas sequer foram aprovadas pelo conselho federal da OAB (tem uma auditoria circulando na praça que é um ‘petáculo’. Foi de procurador geral do luiz XV a ajudante de gabinete do dario, ou seja, se presta a qualquer papel. Essa é a solução técnica?

    Resposta

  2. Posted by Matracatrica on 06/01/2010 at 21:27

    a tal reunião do luiz xv sobre turismo em plena temporada deve dar náusea nos empresários de SC. Que planejamento, quanta eficiência… fizeram um encontro internacional no Costão e esqueceram da infra pra temporada.. êta cambada competente.

    Resposta

  3. Posted by Angela on 07/01/2010 at 8:07

    Oi, Damião!

    Não esquece de tocar no assunto do abandono da rodoviária de Florianópolis. Hoje está um caos passar lá e tentar pegar um taxi: enquanto se aguarda na longa fila que se forma à espera do próximo veículo, andarilhos de todos os sotaques assustam pedindo moedas.
    E torço que LHS não abrevie tua estada no jornal depois do “as legendas que não curvaram a espinha para a chamada base de governabilidade…”.

    Resposta

  4. Posted by Guilherme on 07/01/2010 at 10:45

    O problema dos taxis em Florianópolis é histórico. Sem dúvida, é a pior cidade do Brasil para se conseguir um taxi. Além do que são extremamente caros. O turimo em Florianópolis é uma piada.

    Resposta

  5. Damião, o problema do táxi em Florianópolis tem exatamente a idade do táxi em Florianópolis. Sempre foi problema e ninguém, em todos os tempos, fez qualquer coisa para reverter o quadro. Quanto ao outro problema, apontado por Angela, acerca da invasão da bandidagem na Rodoviária, pode-se afirmar, sem medo de errar, que hoje, aquele local, é o ponto principal de concentração do perigo que ronda esta cidade. Uma bela faxina no local seria bem-vinda. Abraços – Paulo

    Resposta

  6. Damião usa o twitter para dizer quando vc vai postar alguma coisa.
    Um blog abandonado é pior que um não blog.

    Resposta

  7. ou aproveita e pega carona no De olho na Capital , que ficou cego

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: