O direito a opinião não é o direito a ofensa

Agradeço a todos os leitores que travaram um duelo verbal pelos comentários, dentro do post “Fusível Queimado”. Tudo começou com um texto do Rodrigo Cavallazzi, que tem o direito indiscutível de dizer o que pensa, de defender quem ele quer defender, pouco importa se ele (Rodrigo) está no EUA ou na Palhoça, se o secretário Mário Cavallazzi é tio dele ou não. Este é o princípio do blog: a liberdade de expressão. Não podemos admitir, no entanto, qualquer tipo de baixaria. Aqui não julgamos ninguém: emitimos opiniões baseadas em fatos. Peço, por favor, que alguns comentaristas se contenham quanto a ofensas pessoais, mesmo que contra autoridades cujo poder questionamos com firmeza, mas sempre com civilidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: