Controle bem-vindo

Eu já tinha escrito aqui, várias vezes, sobre esses antros que viraram as lan-houses. Tem uma próxima à minha casa que reúne o maior número de malas suspeitos por metro quadrado em Florianópolis. Nunca vi a polícia passar por perto à noite, certamente porque os policiais têm medo de certos freqüentadores.

A lei catarinense que obriga ao cadastramento de usuários é muito bem-vinda, não só por causa do combate à pedofilia, mas também para que a garotada suspeita vá procurar outras freguesias para fazer sei-lá-o-quê que eles fazem nas lan-houses.

Em tempo: muito antes da lei, algumas dessas salas já tinham tomado providências, selecionando seus frequentadores com um cadastro específico, com nome, RG, CPF e endereço. Você chega no balcão, diz seu nome e eles abrem o acesso. Simples, sem frescuras. Se não evita certos hábitos doentios dos internautas, pelo menos afasta a gurizada mal-educada, grosseira, violenta e porca que costuma deixar suas marcas nas lan-houses mais liberais.

Anúncios

2 responses to this post.

  1. Carlos Damião,

    Nós policiais não temos medo tampouco receio de frequentadores de lan house, traficantes, ladrões ou qualquer outro tipo de pessoa.

    Se tivéssemos, não estaríamos patrulhando diuturnamente pelas ruas de Florianópolis no combate à criminalidade, batalhando pela segurança pública.

    Temos medo sim, das corregedorias das polícias militares, que estão empenhadas em combater os policiais que lutam por uma instituição cidadã, digna, que tenha seu foco o povo, e não meia dúzia de burgueses e políticos corruptos.

    Saudações Aprasquianas!

    Charles Viccari – Sd PM 22º BPM

    Responder

  2. Completando:

    O que falta para melhorar a segurança pública em Florianópolis é obvio:

    Aumentar o efetivo (pois é o mesmo de 30 anos atrás);
    Melhorar os salários dos trabalhadores dessa área;
    Melhorar os equipamentos, armamentos, viaturas;
    Criar o diálogo entre Polícia, Sociedade e Legislativo(atualmente inexistente );

    E é claro, DESMILITARIZAR, para que possamos ter uma polícia cidadã, sem vínculo com as forças armadas.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: