A omissão da segurança

A crise na segurança pública estadual é muito mais grave do que se possa imaginar. Há sérios problemas entre os delegados de polícia e os oficiais da Polícia Militar que estão sendo abafados pela cúpula do governo. A PM continua interferindo em competências da Polícia Civil, sem cumprir o papel que lhe cabe nas ruas, que é o do policiamento ostensivo e repressivo. Tudo isso acobertado pela cúpula do governo, que parece ter tomado partido efetivo: está do lado da PM e ignora – faz que não vê – a omissão da corporação quanto à insegurança geral que afeta a maior parte da população catarinense.

O caso é terrível e me foi relatado por alguém que conhece bem o assunto, cuja solução dependeria, apenas, de um posicionamento do governador do Estado – aquele que está viajando – quanto ao problema. Que posicionamento? Simplesmente mandar a PM fazer o que tem que ser feito: patrulhar as ruas para reduzir os índices de assaltos, agressões, roubos, furtos, sequestros e assassinatos.

Em tempo: o que está escrito aqui não tem nada a ver com os praças. Os praças são tão vítimas do comando político-militar quanto a sociedade.

Anúncios

6 responses to this post.

  1. Posted by J.L.CIBILS on 22/10/2009 at 17:34

    Bem vejamos, abrindo a porta dos fundos, olhando o quintal que esta cheio de mato e ervas “daninhas”, e deixando a preguiça de lado e botando a rapeizzzi no cabo da enchada e maos a obra na limpeza, nao tem como nao olhar certos gestos do passado, em uma longinqua reuniao em uma determinada campanha politica, onde a “cupula” da “APRASC” vaiou o um ex-governador e aplaudiu um engodo de arremedo que disse o que os ouvidos presentes queriam ouvir e foi ovacionado, unanimemente, disendo seus lideres que a classe daria total apoio a seu mandato.
    Sei que doi relembar o passado, dizer que o quintal sujo tem que limpar, mas fazer oque.
    Voces criaram a cobra, se o veneno é forte ou nao, se voces nao sabem usar o antidoto pra combater o mal, quem sou eu pra convencer um monte de cabeças duras, eu emmmm.
    ERRAR UMA VEZ……É HUMANO, ERRAR DUAS É PERDOAVEL….E OLHE LÁ TOME TENDENSSA, MAS ERRAR TRES NAO É BURRICE É ONGONORANCIA, MO FIO.

    Responder

  2. Posted by Carlos on 22/10/2009 at 21:43

    Policiamento ostensivo é para os fracos! Aqui na terra das modernidades, o negócio é câmera digital, polícia virtual. Se os crimes são reais, o povo que se dane!

    Responder

  3. Posted by Helio on 23/10/2009 at 8:08

    Crédito ao Blog do Meira Junior:
    “O vice-governador Leonel Pavam vai trazer a SC em dezembro o ex-prefeito de Nova Iorque, Rudolph Giuliani. É o criador da política de “Tolerância Zero” e consultor de Segurança Pública para diversos países do mundo. Se Giuliani observar o ambiente, certamente a primeira coisa que ele vai aconselhar ao governo catarinense será a exoneração do secretário Benedet e depois melhorar o salário dos policiais.”
    Simples, não é ?

    Responder

  4. Posted by João on 23/10/2009 at 10:53

    A matéria merece aplausos! Falta colocar os PMs nas ruas para defender o cidadão que paga imposto pra isso. Lugar de PM é na rua e não ficar fazendo lobby no ouvido do governador buscando beneficiar o próprio umbigo. A briga da PC com a PM é em decorrência da intromissão da PM (leia-se: oficiais) nas atribuições da PC. Eles (os oficiais) têm inveja dos delegados e estão de olho na presidência do APF (querem o inconstitucional e ditatorial ciclo completo de polícia). Até entendemos tal anseio, pois o trabalho desempenhado pela PM (guarda, vigilância e gerenciamento de pelotão) não é atrativo. Deve ser muito ruim mesmo. Querem à Investigação (função precípua da polícia judiciária – PC e PF). Aliás, todos querem investigar (MP, PRF, Guarda Municipal, Conselho Comunitário, etc. etc). O MP até entendo, pessoal e juridicamente, que pode. Correto, ao meu ver, o recentíssimo posicionamento do STF nesse sentido. O que falta então? Falta pulso do governo para colocar a PM (oficiais) no lugar deles. Só isso. Feito isso, a briga acaba.

    Responder

  5. Este problema tem solução:

    Unificação das polícias com desmilitarização (aliás esta diretriz foi aprovada na 1ª CONSEG, etapas estaduais e nacional).

    Acabaria com essa briga toda. O problema é que falta interesse por parte da Cúpula da PM.

    Com relação a PM voltar seus olhos para a criminalidade e melhorar a segurança pública, daí o assunto é bem mais complicado Damião, pois aqueles que combatem a criminalidade estão sentados no banco dos réus, atolados com Conselhos de Disciplina, Processos Administrativos Disciplinares, Inquéritos Policiais Militares; com um sistema disciplinar arcaico que visa apenas dar segurança à burgueses e políticos, deixando de lado o povo catarinense, que deveria ser o foco principal.

    Além do mais, estes policiais que estão na linha de frente, percebem péssimos salários, não tem nenhuma perspectiva em sua carreira (há soldados que se dedicaram 30 anos que NUNCA receberam uma promoção, enquanto vemos os oficiais chegarem ao posto máximo de Coronel) e sofrem constantemente perseguições e humilhações em seu local de trabalho. Então, como estimular estes a combater a criminalidade, se quando olham para cima vêem outros sentados em suas cadeiras, recebendo “n” vezes mais, sem colocar o pé em uma viatura? Tem horas que o amor à família, a “vergonha na cara”, pesa mais que a paixão pela profissão…

    Sd PM Viccari – 22º BPM

    Responder

  6. Posted by Junior on 23/10/2009 at 18:54

    A unificação das polícias traria sim uma solução… agora enquanto isto não ocorre “que tal cada macaco no seu galho….a população que PMs nas ruas, alias, caso os ofices não saibam ESTA É A FUNÇÃO DA PM e QUE ELES TEM QUE FAZER TAMBÉM ! AFINAL … para que tantos ofices ? o que eles fazem ? para que tanto tinente, majar, corona, quepitão ? servem apenas para onerar “a folha do Estado, para se meterem em funções que não lhes dizem respeito (funções exclusivas da PC e da PF). O dinheiro que é gasto para “sustentar as fivelinhas de ouro” é deixado de pagar a quem realmente faz a segurança, ou seja, os praças e os agentes da Polícia Civil…. fora militares,,,, seu tempo já acabou…. não tem mais função…. o desespero toma conta!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: