Começar de novo

Enquanto trabalho, ouço o Painel RBS sobre Mobilidade Urbana, que está sendo transmitido pela CBN e TV Com. O prefeito em exercício, João Batista Nunes, e o superintendente do DNIT em Santa Catarina, João José dos Santos, foram sabatinados há pouco pelos jornalistas da RBS e por internautas sobre as questões que envolvem a grave questão do trânsito em Florianópolis.

Pelo nível do programa, dá para dizer que a capital catarinense se transformou numa cidade tão complexa, tão extraordinariamente complicada, que só resta uma alternativa: parar tudo e começar de novo. De preferência, com a participação da cidadania: o motorista que reclama da tranqueira do trânsito é o mesmo que, quando está na condição de pedestre, é desrespeitado em seus direitos. Tudo converge para um ponto fundamental: Florianópolis precisa de um choque imediato, de alta carga.

O mérito do vice-prefeito JB, no meu entendimento, continua sendo o de ter provocado esse debate a partir de alguns intervenções pontuais na questão do trânsito. As intervenções podem não ser as adequadas, mas pelo menos estão servindo para que a cidadania repense sua cidade.

Pena, mesmo, é que o prefeito eleito não esteja na Capital. Não está aqui e não está nem aí pra nada.

Anúncios

2 responses to this post.

  1. Posted by Spesso on 21/10/2009 at 10:16

    O que esperar de um prefeito paraquedista que usa o cargo como trampolim politico??? Nenhuma novidade.

    Responder

  2. Posted by Dejair vicente Pinto on 21/10/2009 at 17:14

    Caro Damião.
    Defendo há alguns anos mudanças radicais no trânsito de Florianópolis. Mudanças que em Blumenau já foram realizadas há 15 anos atrás.Aqui, parece que as coisas vão começar a acontecer. Espero.Por exemplo, entre outras tantas mudanças que já deveriam ter ocorrido, a Av Mauro Ramos com sentido único, 04 pistas da Beira Mar Norte para a Prainha, Rua Lauro Linhares com sentido único deste á rótula da UFSC para o centro, o mesmo acontecendo com a via interna do Saco dos Limões, sentido único para a Rua Dep Antônio Edu Vieira, no Pantanal e para a Cap Romualdo de Barros, na Carvoeira, sentido único para a rodovia do Córrego Grande desde o trevo da UFSC em direção ao Parque São Jorge e Itacorubi. No centro o trânsito deveria convergir ao máximo possível no sentido horário. Talvez, tenhamos que rodar um pouco mais, mas será dentro de uma malha mais ativa e dinâmica, com menos pontos de estragulamento e semáforos instalados ,dentro de um sistema antigo e ultrapassado qua insistem em manter. Ou será que teremos que esperar mais 15 anos?

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: