A falta que faz um governo

 

São comoventes os depoimentos de policiais militares de Florianópolis, em resposta ao que debatemos aqui sobre a atuação da PM no patrulhamento preventivo. Alguns postaram comentários, outros preferem o anonimato e se manifestam através de e-mails. A situação da categoria é lastimável, não por culpa deles (praças, cabos e sargentos), mas do comando da Corporação.

E nem estou falando aqui do que se passa em outro setor da segurança pública, mais uma vez submetido aos rigores de uma “comissão de governo”. Ontem, o secretário Valdir Cobalchini, da Articulação (sic), disse numa entrevista na CBN-Diário que a comissão está ouvindo os delegados de polícia para se inteirar do caso. Falta governo em Santa Catarina. (Acho que estou me repetindo, desde 2004, quando o blog começou…).

Certo, enquanto sofremos eles (os maiorais) passeiam pelos Estados Unidos e Europa Oriental.

Anúncios

One response to this post.

  1. Carlos Damião,

    Nós praças, policiais e bombeiros militares, estamos atentos aos fatos que ocorrem nesse estado, porém ficamos de braços amarrados e amordaçados, pois as leis arcaicas que nos regem impedem a liberdade de expressão, direito este fundamental, cláusula pétrea da nossa nobre Constituição Federal.

    A você parabenizamos, pois sabemos que existem jornalistas que têm uma visão crítica dos fatos, e para estes, o Código Penal Militar e o RDPM não impõem limites.

    Saudações Aprasquianas,

    Sd PM Viccari – 22º BPM

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: