Tarifa merece investigação do Ministério Público

 

Volto ao caso do transporte coletivo e da nossa infeliz liderança nacional em termos de preços de tarifas. Talvez seja o momento de o Ministério Público Estadual começar uma investigação definitiva sobre o que acontece com o sistema em Florianópolis. Não é possível que as autoridades municipais continuem tergiversando sobre o problema, discursando bonito (apenas isso) sobre mobilidade urbana, enquanto o sistema vai pro espaço. Se não era bom antes, temos certeza que ficou muito pior nos últimos cinco anos. (O que me faz sentir saudade da Trindadense e da Taner, que eram muito melhores para a população…).

O que não pode é a prefeitura continuar com esse papo furado da tarifa única, do preço de R$ 2,20 (quando o correto é R$ 2,80 – e o problema está na existência de dois preços). As autoridades municipais precisam falar sério sobre a questão. E provavelmente com a interferência do Ministério Público a coisa comece a funcionar como deve.

Em tempo – Eu escrevo com conhecimento de causa. Sou usuário eventual do transporte coletivo: ando de ônibus pelo menos três ou quatro vezes por semana. Sei do que estou falando.

Anúncios

3 responses to this post.

  1. Posted by Yuri on 21/09/2009 at 14:35

    MPE? Desculpe-me Damião, mas podemos esperar mais de resultados de uma “roda de macumba” do que do MPE se pronunciar em assuntos deste tipo.

    Responder

  2. Posted by gs on 21/09/2009 at 16:02

    A mentira vai além. Eles (Prefeitura) são obrigados a mencionar o SUBSÍDIO que é pago todos os meses para as empresas. Afinal, o SUBSÍDIO faz parte da tarifa.

    Responder

  3. Posted by Maria Elisa on 22/09/2009 at 15:34

    Que saudades que tenho do Dani (ônibus da linha Daniela), levava 50 minutos do Jurerê ao terminal, no centro de Florianópolis e pagava a tarifa de 1,80. Isto antes desta idéia “genial” da cabeça da Prefeita na época, dos TITRI, TICEN, TICAN, TISAN e etc.
    Mesmo aposentada continuava trabalhando, mas tive que parar, pois eu estava perdendo, quando com sorte, no mínimo 3 horas de viagem por dia e pagando 2,20 para ir e mais 2,20 para voltar, pois eu tenho o tal de cartão cidadão e o que é pior, tinha que ir em pé do Jurerê até o TICEN e vice versa, pois os ônibus estavam sempre lotados.
    Ai que saudades do Daniela.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: