A saúde pública abandonada

 

A questão dos médicos que batem o ponto nos hospitais públicos e depois caem fora para atender em suas clínicas particulares expõe um problema grave do sistema de saúde catarinense, além de constituir uma grave infração ao código de ética profissional. Há uma velha discussão sobre a remuneração dos médicos no sistema público que, ao contrário de ser resolvido, foi agravado pelo atual governo. Ou seja, ao invés de valorizar os profissionais, o governo do Estado retirou incentivos (gratificações e horas extras) e passou a tratar os médicos como peões de obra.

O que digo aqui não é invenção. Foi-me dito por um respeitável médico florianopolitano, há pouco mais de duas semanas. Não justifica a história de bater o ponto e sair fora. Mas explica a bagunça que acontece nos hospitais públicos e, principalmente, a falta de uma política de saúde em Santa Catarina que valorize não apenas os médicos, como os enfermeiros, auxiliares e pessoal administrativo.

O médico com quem conversei foi taxativo: “A categoria cumpre apenas suas obrigações”. Embora, como se viu na reportagem pontual da RBS TV, nem isso aqueles doutores estivessem fazendo.

Anúncios

9 responses to this post.

  1. Posted by GiSevero on 24/08/2009 at 13:14

    O que mais me impressiona é o secretário Dado Cherem ficar impressionado com isso!
    Ele bem sabe dessa safadeza, que é histórica.
    Se não sabe, alguém tem que trazer o secretário de volta pro planeta Terra, porque certamente ele tá na lua!!!!
    A surpresa dele foi um DEBOCHE à nossa inteligência!

    Responder

  2. Posted by Rogério Machado on 25/08/2009 at 7:48

    Olha, o governo não retirou incentivos. Ele modificou. Antes, os médicos ganhavam por produção (salário fixo + pro-labore), quanto mais produziam mais ganhavam e agora é assim: eles ganham um adicional chamado de gratificação médica que varia de R$ 2.400,00 a R$ 3.600,00 nos seus salários, e não existe mais o pro-labore pelo que eu saiba. Foi isto que aconteceu, privilegiou quem não produz e prejudicou quem produzia. Mas isto não é justificativa para bater cartão e ir trabalhar em outro local.

    Responder

  3. Posted by Alex on 25/08/2009 at 11:57

    E o diretor do Nereu Ramos defendeu os médicos fujões… Fiquei imaginando a cara dos alunos que tem aulas com esses pulhas. Se eu fosse aluno, não aceitaria mais um médico desses como professor.

    Responder

  4. Posted by Marcelo on 25/08/2009 at 22:38

    Pessoas instruídas de Santa Catarina! Sejam racionais! Pensem! Batam na tecla certa pelo amor de deus! Paguem o que ganha um promotor, um juiz, deputados, aspones da descentralização e vocês verão médicos largando o consultório e unimed e se dedicando no hospital! A vergonha está no salário! Deputado aspones e protores e juizes batem ponto?
    A RBS não fala nada sobre isso porque o patrão LHS não deixa gente! É imprensa alugada! Caiam na real!
    Abraço aqueles que são a massa inteligente de Santa Catarina!

    Responder

  5. Posted by Alex on 26/08/2009 at 8:16

    Marcelo

    Se os médicos aceitaram o emprego, que se dediquem a ele, como todo mundo faz. Não ganham mal, pode ter certeza. Porque as coisas funcionam nos setores privados? Ah, tem gente pra fiscalizar, não é? Não tem Diretor aliado à bandidagem.

    Responder

  6. Posted by Marcelo on 26/08/2009 at 15:27

    Alex, você é bom de teoria e mto ruim de prática! Apertem os médicos dessa forma! Vai ser uma debandagem geral e você que ficar 3 horas para ser atendido, vai ficar um dia! O prefeito bate ponto? Deputado bate ponto? Senador bate ponto? Faço a pergunta novamente! Acho muito errado o que eles fazem de não bater ponto, eu seria mais radical, pararia tudo e só voltaria com 10 mil no bolso! Ganham bem? Vc acha que professor ganha bem também (ainda apanha na sala)? vc é comissionado do PMDB? Só pode!

    Responder

  7. Posted by Alex on 26/08/2009 at 18:32

    Marcelo

    Existem muitos médicos que estão satisfeitos com os seus salários e trabalham bem. Médico não pode ser comparado a funcionários com cargo eletivo. Volto a dizer: triste do aluno que tem aulas com “profissionais” desse nível, verdadeiros dinheiristas, pros quais nada vale o juramento que fizeram. Rua com esses pilantras.

    Responder

  8. Posted by Marcelo on 27/08/2009 at 7:57

    Alex, em que mundo vc vive? Pede para esses médicos felizes com o que ganham aparecerem e darem testemunho na RBS, por favor! Olha, de saúde posso emitir opinião pq entendo, vc é da saúde? Vc tem que se libertar da rede glogo, faz isso, vai te fazer bem! Só para tua informação, o “genial” governador prometeu acabar com a ambulanciaterapia, não só agravou, como cortou o prolabore (ganho por produção), a descentralização foi só para repartir o dinheiro do meu imposto, do teu, de todos com comissionados burros e incopetentes que não conseguem um emprego por concurso ou iniciativa privada e ficam chupinhando e bajulando nas tetas do governo e que ao invés de cumprir expediente na época da eleição vão para as ruas bandeirar e panfletar a mentira do 15! Onde está o ponto para essa turma? Cadê? Ah, desculpa! A culpa é dos médicos né cara! Que ganham uma fortuna para correr o risco de morrer um na mão por falta de condição de trabalho e ainda chegar a rbs fazendo dinheiro com noticia da desgraça alheia qeurendo prender o médico por erro médico! Desculpa mesmo! Puxa, Florianópolis 6 anos atrás era primeira capital pelo sexto ano consecutivo na qualidade de vida, de seis anos para cá caiu para sétimo lugar! Meu deus, esses médicos são gfogo mesmo! São realemtne o mal do mundo! Abraço a todos catarinenses racionais!

    Responder

  9. Posted by Alex on 27/08/2009 at 8:50

    Marcelo

    Sei que ninguém é obrigado a trabalhar onde não está satisfeito. Imagine você se todos fizessem como esses médicos, se batessem o ponto e saíssem do local de trabalho “porque não ganham o quanto querem”. As coisas não funcionariam. Mas você é atendido quando vai a uma loja, um supermercado, um posto de gasolina. Todos estão lá, no batente. Enfim, não há desculpa. O que há é mal-caratismo. E isso a Globo, nem a RBS inventaram. É fato. Menos espírito de corpo, por favor.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: