Uma cidade vazia (2)

 

O leitor já experimentou passar numa lan house para receber ou despachar algum e-mail urgente? Faço isso com frequência, porque não compensa andar pelo Centro com o notebook a tiracolo. O risco é muito grande. Além da imundície dos teclados, do mouse, do monitor e das mesas, o leitor já percebeu o tipo de gente que passa tardes e noites nessas casas de acesso à internet? Com honrosas exceções, dependendo muito da localização da lan house (tive trabalho para descobrir, mas achei duas ou três que são mais civilizadas), há uma malaqueira sem fim a ocupar essas salas. Gente mal-educada, que fala alto, grita, solta gases, come aqueles salgadinhos horrorosos (tipo coxinha) em cima do teclado, arrota, derrama refrigerante na mesa, entre outras nojeiras.

Não sou preconceituoso. Estou apenas relatando o que vi e vejo, inclusive numa lan house que fica próxima à minha casa. Depois das 10 da noite é impossível entrar num lugar desses. É arriscado demais. Se eu vejo um sujeito num computador, usando touca ou com o capuz do moleton enfiado na cabeça, dou meia volta – passo ao largo.

Quando vi a reportagem que as TVs apresentaram ao meio-dia de hoje, mostrando o assassinato da dona de uma lan house em Ponta das Canas, fiquei convencido que alguns desses lugares se transformaram mesmo em antros da malandragem, da vagabundagem que campeia nesta ilha. Lamentavelmente, como disse no post anterior, estamos nos transformando numa cidade vazia.

Anúncios

One response to this post.

  1. Posted by Sergio Luiz da Silva on 20/08/2009 at 10:45

    Damião, está na Folha do dia 20/08/2009 – 08h29 (http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u612344.shtml):” Os cinco Estados brasileiros que cortaram gastos na área de segurança pública registraram um aumento na taxa de homicídios dolosos (quando há a intenção de matar) no ano passado em comparação com 2007.Os que reduziram suas despesas nessa área no período foram: Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Goiás, Piauí e Santa Catarina. Os cortes chegaram a 83,43%, no caso de Santa Catarina, que explica essa redução por ter excluído de suas estatísticas o pagamento de salários de funcionários e encargos”.
    Então…

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: