Segurança na Ilha, uma piada

 

Assisti à ótima matéria do Nader Kalil, no Jornal do Meio-dia (RIC-Record) de hoje, sobre o sequestro-relâmpago de um empresário no bairro Trindade. O caso aconteceu ontem às 15h30, na Rua Lauro Linhares, onde minha mãe residiu durante quase 30 anos. Sempre foi uma rua tranquila, de trânsito lento e constante. O empresário foi abordado na frente de sua firma por um menor de idade, que o obrigou a entrar no automóvel, rodou com ele pela cidade, até que o largou na Avenida Beira-mar. Mais tarde, a polícia localizou o carro – um Golf, – perseguiu o veículo, atirando contra os pneus em plena Rua Lauro Linhares. Descontrolado, o Golf atingiu um poste e, finalmente, o mala ruim que estava no volante acabou apreendido. Mas, surpresa: não era o mesmo assaltante que havia abordado o empresário. Era outro guri. E este sustentou para o repórter da RIC que tinha sido ele o autor do crime, apesar de a vítima não o ter reconhecido. Nader insistiu, revelou ao garoto qual era a verdadeira história e este, claro, calou-se.

O interessante da matéria é o seguinte: como não houve homicídio, o caso não é tratado oficialmente como parte da escalada de violência que atinge nossos bairros (há pouco tempo, uma mulher foi assassinada na Rua Percy João de Borba, transversal da Lauro Linhares). Esses malas ruins circulam livremente pelas ruas da Trindade, Pantanal, Itacorubi e Agronômica simplesmente porque não há policiamento. Não há mais viaturas da PM fazendo a segurança preventiva (também chamada de presença ostensiva). A PM sumiu. Só aparece quando é comunicada de alguma ocorrência.

A culpa não é dos policiais militares, mas de seus comandantes, que retiraram os PMs das ruas dos bairros para atuar em comandos nos morros. Combatem os criminosos nas ruelas e becos dos morros, enquanto a meninada do crime se espalha pelos bairros residenciais e comerciais. Hoje à tarde mesmo fui testemunha: duas viaturas do Policiamento Tático (PPT) estavam estacionadas na Prainha. Alguém deve ter ligado para alertar a PM sobre a presença de bandidos na área. Os PMs olharam, olharam, não viram nada e foram embora.

Vou repetir o que disse ali: os criminosos atuam com liberdade nos bairros porque simplesmente não há policiamento preventivo. A PM perdeu a sua finalidade, para ser apenas agente de promoção pessoal de seu comandante local.

Segurança, em Florianópolis, virou piada.

Anúncios

7 responses to this post.

  1. Posted by Chacal on 04/08/2009 at 21:15

    Concordo que a segurança em Florianópolis é uma piada. Não vemos polícia nas ruas fazendo o ostensivo, missão constitucional dela. Agora, Náder Kalil é ótima matéria não combinam. Converse com alguns policiais e fique sabendo algumas das estripulias deste rapaz.

    Responder

  2. Tens razão Damião. A PM sumiu das ruas. No centro mesmo substituiram os policiais pelas câmeras.

    Responder

  3. Posted by Luciana M. on 05/08/2009 at 14:39

    Damião, efeito de que eu não sei. Mas ontem à noite, depois de muito tempo ausente, havia ronda da PM, com soldados a pezito, em toda a extensão da Amaro Antônio Vieira.

    Responder

  4. Posted by João on 05/08/2009 at 15:47

    Ontem, indo para o Angeloni avistamos dois policiais fazendo ronda. Foi a primeira vez em uma ano morando ali. Lembrar que a academia de polícia fica nessa região. E também o clube dos oficiais, além do presídio e da delegacia.Era para ser uma região segura.

    Responder

  5. Posted by beto on 05/08/2009 at 19:33

    pessoal nao adianta, a PM e PC estao enxugando gelo precisamos de leis mais fortes pra manter essa raça ruim na cadeia, os bandidos estao usando o menor pra tudo, eles sabem que nada acontece, um bandido empresta o menor pra outro, fazer o assalto, pode isso, mas nao se preocupem vai ficar bem pior.

    Responder

  6. Damião, a polícia só aparece quando chamada mas um bom tempo depois. Moro na Lauro Linhares e há cerca de 3 semanas atrás surpreendi um arrombador às 4 da manhã no térreo do meu prédio tentando entrar numa mercearia. Chamamos a polícia e saí dali. Os policias chegaram mais de uma hora depois quando ele já tinha quebrado a porta de Blindex.

    É bem como você diz, a PM perdeu a sua finalidade, para ser apenas agente de promoção pessoal de seu comandante local.

    abraços

    Responder

  7. Posted by Navegante on 06/08/2009 at 11:43

    Li outro dia em um mural:
    “POLÍCIA É NA RUA, PROTEGENDO O CIDADÃO. NUNCA EM QUARTÉIS, SERVINDO INÚTEIS OFICIAIS,
    OU EM MORDOMIAS A POLÍTICOS E CASTA DE PRIVILEGIADOS.”

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: