Fomos conferir o palacete de perto

PalaceteA

Na quinta-feira (ontem) eu e o fotógrafo Edu Cavalcanti, do Notícias do Dia, fomos lá no palacete do governador Hercílio Luz para conferir de perto o estado daquele imóvel, tombado em 2002 como patrimônio histórico de Santa Catarina. Ficamos estarrecidos com o que vimos.

Tudo – matéria minha e fotos do Edu – sobre o casarão pode ser conferido no ND deste fim de semana (R$ 1,50 o exemplar, nas melhores bancas da cidade e também na maior parte das esquinas). O ND não divulga seu conteúdo na internet. E, por razões contratuais com a editora do jornal, não posso reproduzir o texto aqui.

Deixo apenas alguns registros fotográficos que fiz, quando acompanhei o mestre Edu.

PalaceteB

Em tempo: a matéria não é um chororô sobre o estado de abandono etc. e tal. Tem questões pontuais (ganchos) e revelações interessantes.

PalaceteC

______________________________________

(*) O preço do jornal passou para R$ 1,50 nas edições de sábado-domingo. Nos dias de semana continua R$ 1.

Anúncios

14 responses to this post.

  1. Pois é Damião andas sumido da Blogsfera. Mudasse o tom do blog. Agora no ND , não vais poder alçar voos muito longos Tomara que você deixe o jornal menos chapa branca. Voldas a ser o Damião velho de guerra e de muros.

    Responder

  2. Será que os donos não estão esperando a casa literalmente cair? Essa é a prática dos donos de imóveis tombados da cidade.

    Responder

  3. Posted by bicicletanarua on 11/07/2009 at 0:13

    convenceu-me a ler o jornal deste final de semana (como se eu já não o fosse ler… rs). Matérias assim me ajudam bastante na preparação de pedais culturais.

    Responder

  4. Não se espante. Se a cidade está abandonada, o centro cheio de moradores de rua, pedintes que até intímam a comprar lanche ou dar dinheiro.
    Patrimônio abandonado é a coisa, mais normal.
    Se os políticos não cuidam do povo que está vivo, não vão cuidar de patrimônio…
    Para eles, patrimônio é só a ponte para sair na foto e fazer média… enquanto ela não cai.
    Bom final de semana

    Responder

  5. Posted by SANTOS, Izidoro Azevedo dos ... on 11/07/2009 at 8:59

    Botem essa nojeira no chão e construam uma creche, um posto de saúde ou uma escola profissionalizante para os jovens das encostas próximas.
    Chega de traste velho comendo dinheiro público, sem ter utilidade. Já basta a decrépita ponte para homenagear o velho morto, ou melhor, para dar dinheiro para político vagabundo, há várias gerações. Na vida tudo é inconstante, passageiro. O Hercílio Luz esteve: já passou. Nós estamos: passaremos, com certeza.
    Por que esse monturo velho não pode dar lugar a coisa mais útil ao interesse público?

    Responder

  6. Posted by João Cavallazzi on 11/07/2009 at 11:20

    Damião, parabéns a ti e ao Edu Cavalcanti pela matéria.
    Esse casarão pode e deve ser transformado em um centro cultural, uma casa da memória, um museu, sei lá, menos continuar abandonado como está.

    Responder

  7. Damião levanta o IPTU do casarão

    Responder

  8. Posted by Roney Prazeres on 13/07/2009 at 1:16

    Damião, êta pátria sem memória!
    Até quando vamos aguentar?
    Saudações Desterrenses

    Responder

  9. Posted by Rogério Machado on 13/07/2009 at 7:33

    Coloquem no chão, se os órgãos públicos não conseguem mantê-lo, que derrube-se. O dono do terreno ficará contente, poderá fazer alguma coisa com o mesmo. Porque como está, o terreno não vale nada, nem para o dono, ganha talvez a isenção do IPTU.

    Responder

  10. Posted by Carlos on 13/07/2009 at 10:28

    Damião, faltou perguntar para o IPHAN se eles aplicam com o casarão o mesmo rigor que usaram na licença do prédio da Receita Federal.

    Responder

  11. Se o palacete do ex governador encontra-se neste estado, imagino outras coisas dentro do Estado de Santa Catarina. A gente precisa no mínimo denunciar tudo isso. Os órgãos competentes são lentos, demoram para tomar medidas cabíveis. Não deixe de lugar. Aqui em SP tantas coisas perdidas.

    Eu, da minha parte estou fazendo o que posso! Reclamo e denuncio pelo menos através de blog.

    http://www.chega-de-demolir.blogspot.com

    Responder

  12. Posted by Marcos Amante on 16/07/2009 at 18:30

    Caro Damião
    Comentando o abandono em que se encontra aquele casarão, antiga residência do Governador Hercílio Luz, dá para avaliar algumas situações que hoje vivemos em nossa querida cidade. Acho de extrema importância à preservação do patrimônio, principalmente arquitetônico, que se transforma em cultural, seja este em qualquer lugar. O que não posso concordar é que se tombe um prédio ou residência e coloque toda a responsabilidade da manutenção do patrimônio sobre o proprietário, apenas dando isenção de IPTU ou outro imposto. Concordo sim, antes do efetivo tombo, os órgãos responsáveis sobre o referido ato, façam uma avaliação do imóvel, notifiquem o proprietário em questão, estipulem algum tipo de indenização ou adquiram o imóvel e ai sim tornem a propriedade tombada. Florianópolis ainda é uma cidade em crescimento, principalmente vertical e já vimos diversos prédios antigos serem demolidos na calada da noite e pouco depois estar erguido um prédio moderno, atendendo a interesses comerciais. Porque não buscar junto à iniciativa privada, parcerias para restauração desses patrimônios, através de incentivos fiscais. Vemos ou lemos quase que diariamente o poder público jogar dinheiro fora, beneficiando diversas ONGs (obscuras), tampouco sabemos o destino deste dinheiro (pois não fiscalizam as mesmas) e quando se fala em por dinheiro para preservar nosso patrimônio histórico, não pode. Também não podemos deixar de pensar que hoje em muitos locais da cidade a valorização dos imóveis é absurda, chegando a quase 10 mil reais o metro quadrado do terreno. Ora, posso dizer que “pimenta nos olhos dos outros é refresco” e muitos que se arvoram como defensores do patrimônio arquitetônico e cultural seriam contra se este “patrimônio” fosse dele(s).

    Responder

  13. Posted by Daniele Klein on 23/09/2009 at 9:28

    Eu compraria e reformaria…mas acho que a Familia do ex Governador não precisa de dinheiro, neh?Estive lá assim que vi essa reportagem, e realmente é uma pena que estão fazendo com essa casa.

    Responder

  14. Posted by Matheus Lobo on 26/12/2009 at 22:30

    Vcs ai que criticam esse patrimonio,(“botem essa nojeira no chão”) no minimo não tem nada pra fazer,pq isso é história,se é pra “investir” no futuro dos jovens,q ensine história,e não mentalidade idiota de derrubar tudo e urbanizar a cidade inteira.Se for assim não sei pra que aula de história e museu!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: