Vai estatizar o transporte coletivo?

 

Até agora o prefeito Dário Berger não explicou muito bem o que será a tal “intervenção” que pretende decretar no transporte coletivo. Uma intervenção representaria, na prática, a estatização das empresas de ônibus. Mas será isso ou o prefeito quer dizer outra coisa? Falta clareza.

Anúncios

8 responses to this post.

  1. Posted by João on 02/07/2009 at 18:09

    motoristas e cobradores com cargo comissionado? que beleeeza!

    Responder

  2. Posted by Marcia Cristina on 02/07/2009 at 18:31

    Vão demitir os comissionados e colocar os motoristas e cobradores nas gerências?
    Depois da Jaqueline Aranha, Nega Tide e Sabará do grupo senti firmeza no turismo, não tem problema.
    Que bom….

    Responder

  3. Posted by Junior Teixeira on 02/07/2009 at 18:41

    O prefeito vai estatizar a empresa dele também, 1° empresário que vai doar sua empresa para a prefeitura.
    Que homem santo.

    Responder

  4. Posted by Joanildo on 02/07/2009 at 19:24

    São apenas frases de impacto, para a massa ignara! De prático…nada. Esse cara é pura falcatrua. Faz jus a estar no PMDB, de LHS, Sarney, Renan Calheiros, Ulisses Guimarães… et al.

    Responder

  5. os trouxas dos motoristas estão caindo no conto do vidário. Tava lindo o Hélio Costa hoje dizendo que o Dário apoiava os motoristas e eles batendo palmas ao vivo no link da record.

    Responder

  6. A conversa mudou recebi informação que a intervenção está decidida desde às 20 horas.
    Dário está com apoio popular,dos crentes, dos trabalhadores do transporte, de empresários e os empresários do transportes estão com concessão vencida. Além do que exigiram a vinculação dos subsídios ao vale refeição dos empregados. Foi a gota d’água. Eles não confiam o Dário que está atrasando os mesmos. Além do que Dário tinha negociado R$ 0.10 de aumento e eles apareceram com R$ 0,15 . Dançaram
    http://tijoladasdomosquito.com.br/urgente-extra-urgentissimo-dario-berger-decreta-intervencao-no-transporte-da-capital/

    Responder

  7. Posted by Alex on 03/07/2009 at 8:26

    Tudo o que os motoristas querem é trabalhar em uma empresa estatal. Aí sim, a greve vai comer solta. Greves de 100, 120 dias, como ocorre na UFSC. Sem essa. Como empresas privadas está ótimo. O que precisa é criar concorrência pra esse setor. Transporte marítimo e metrô de superfície, pra ontem!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: