Propriedades e mulheres

 

Conta-se que na Idade Média os senhores feudais que partiam para a guerra costumavam deixar suas propriedades aos cuidados dos frades franciscanos. As mulheres dos poderosos ficavam sob a responsabilidade dos padres jesuítas. Com essas medidas, os senhores feudais viajavam tranqüilos, porque sabiam que tanto as propriedades quanto as mulheres estariam em boas mãos – se fosse o contrário, correriam graves riscos de perder tanto as terras e castelos, quanto as esposas.

Lembrei da piada, que ouvi outro dia num bate-papo com religiosos, depois de ler a história da prisão de um frade franciscano em Rio do Sul, por suposto assédio a uma menina de 13 anos.

Claro que a piada é um exagero (como qualquer piada), mas é uma exemplo ilustrativo. Pais não podem confiar seus filhos menores a ninguém, muito menos a religiosos, seja de que igreja (ou ordem) forem.

Atualização às 15h25 — Assisti à reportagem apresentada na Record (Jornal do Meio-Dia), pelo Hélio Costa. Matéria mais completa, complexa e detalhada. Não há dúvida: o frade franciscano é um homem totalmente fora da casinha. As próprias gravações dos telefonemas demonstram que de religioso o frei não tinha nada, tinha um comportamento absolutamente mundano. Ah, sim, e a garota diz para o velhote, de forma espontânea, num trecho de despedida: “Eu te amo”.

Anúncios

2 responses to this post.

  1. Posted by J.L.CIBILS on 22/06/2009 at 19:28

    Que clubinho de sacanagem emmm…..
    Até quando a igreja vai acobertar estes depravados mundo a fora, o que se sabe destes despingolados que quando aprontam em determinado municipio, viram verdadeiros “padres” “intinerantes”, nao param em lugar algum, pois aonde caem, aprontam, nao conseguem segurar a molestia batinal, é uma “pandemia” que coisa emmm, temos que ensinar desde pitinininho a ficar de costas pra parede diante destas figuras, conficionario, nem pensar.
    Ah, ia me esquecendo e ai, como fica, vai ser escomungado????

    Responder

  2. Posted by paulo stodieck on 22/06/2009 at 22:36

    Damião, fora da “casinha”, não. Fora da paróquia…

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: