O sossego que se vai a cada dia

 

O antigo bairro Saco Grande 1, que há alguns anos passou a se chamar João Paulo, vem sendo vendido pelas construtoras como um paraíso na terra. De fato, não existe na ilha uma melhor visão do pôr-do-sol e da baía Norte, trata-se de um lugar encantador.

Mas, aí vem o problema: o que o marketing do alto padrão imobiliário não diz é que as questões sociais da região não desapareceram com a mudança de nome. Principalmente porque, além do antigo Saco Grande há o outro Saco Grande e o Monte Verde com amontoados de “comunidades empobrecidas” (termo usado pelo serviço social da prefeitura para designar favelas), onde impera a lei do tráfico.

Então, não me surpreende o fato de terem aparecido cadáveres – dois rapazes, um deles menor de idade – numa prainha do bairro João Paulo neste domingo. Toda aquela área, incluindo o Itacorubi, está enfrentando uma onda de violência sem precedentes. A moça que trabalha na minha casa mora no Monte Verde há quase 40 anos e me contou outro dia: “Aquilo está virando uma ‘barra pesada’ sem igual. Nunca vi tanta ‘mala ruim’ circulando num só lugar”.

Culpa de quem? De certos políticos que continuam incentivando ocupações irregulares na Ilha de Santa Catarina, o ex-paraíso de tanta gente boa, nascida ou criada aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: