A tese da defesa (ou a defesa da tese)

 

No caso de Luiz Henrique no TSE prevaleceu a argumentação da defesa (a chamada tese) para absolver o governador. A tese construída foi tão perfeita que o relator, ministro Félix Fischer, parece tê-la acatado quase na íntegra.

No caso de Dário Berger e João Batista, ainda no nível do TRE, a tese é a seguinte: “A regra do jogo não pode ser mudada no meio do campeonato”, segundo declarou o vice-prefeito JB ao Notícias do Dia de hoje. Vamos ver se os membros do tribunal acatam a defesa do vice.

Anúncios

One response to this post.

  1. Posted by gs on 03/06/2009 at 10:57

    Alguém tem que avisar ao Vice, que a Lei que impede a reeleição mais de uma vez,seja em que município for, é bem anterior a 2008.Se bem que, como vimos no caso do LHS no TSE, tudo é MUITO relativo.Existem crimes e crimes.Tudo depende.Tudo pode, ou nada pode.Tem potencial ou não tem potencial? Enfim meu caro, julgam como convém. Ou às vezes tbem não convém julgar, pq não tem saída. Então embarriga.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: